Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/119

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


de Tamboril, que foi alterado em seus papeis por Tamborim com que ficou sendo conhecido e que afinal adoptou.

Em 1851 foi condecorado com o Officialato da Rosa que, parece-me, não acceitou.


Antonio Joaquim de Mello Tamborim (Capitão de fragata). Nasceu a 12 de Março de 1839. Acadêmico de marinha em 1855, promovido a guarda- marinha em 1857, chegou ao posto de capitão de fragata. Era Cavalleiro de S. Bento de Aviz e Cruzeiro, Official e Commendador da Rosa e condecorado com as medalhas de Paysandú e da caçipanha do Paraguay. Falleceu a 12 de Janeiro de 1877 no Rio de Janeiro.

Escreveu:

Instrucções organisadas a bordo da canhoneira «Araguary», em cumprimento do aviso n.° 1635 de 30 de Junho da 1873 (Aviso aos navegantes para navegar a barra da Victoria, os portos da bahia S. Francisco Pernambuco, Parahyba e a barra velha de Iguarassú) Rio de Janeiro, 1874, 6 fls. in 40.


Antonio Joaquim Guedes de Miranda (C.el) — Filho do Des.or João Paulo de Miranda e D.ª Antonia Guedes de Miranda, nasceu a 31 de Dezembro de 1840 em Fortaleza.

Fez os preparatórios na Faculdade de Direito de Pernambuco, e sentou praça como 1.° cadete em 1854 sendo promovido a alferes em Dezembro de 59. Em Maio de 1864 seguiu para o Amazonas c foi com o Dr. Coutinho em exploração ao rio Madeira até a Bolivia regressando em Setembro do mesmo anno.

Em fins de 1865 destinou-se á campanha do Paraguay, fazendo-a toda e sendo promovido a tenente em Abril de 1867 e a capitão por actos de bravura em Novembro de 1869. Regressou da campanha em 1872.

Foi distinguido com os Hábitos de Cavalleiro de Christo, Rosa e Aviz e Officialato da Rosa, com as medalhas de merito, a commemorativa pela rendição de Uruguayana concedida

pela Republica do Uruguay aos vencedores de Jatahy, a

100