Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/76

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Antonio Alves Brazil — E’ natural do Pereiro, tendo nascido a 21 de Fevereiro de 1851.

São seus paes o capitão Vicente Alves Brazil e D.ª Izabel Maria das Virgens Brazil.

Em sua juventude foi professor de primeiras letras em alguns collegios particulares do sertão do Rio Grande do Norte; ao casar-se, 1872, deixou essa carreira para ser agricultor, profissão que tambem abandonou em 1878, quando enviuvou, para se dedicar então ao commercio, na praça do Recife, e depois na do Natal, donde veio para Fortaleza, em 1879, e aqui fixou residencia.

Em Agosto desse anno foi nomeado secretario de uma commissão medica de soccorros públicos, que seguiu para o Aracaty, e depois de extincta a commissão continuou no commercio do Ceará, partindo em 1883 para o Recife e d’ahi voltando no mesmo anno, em serviço de sua profissão, á Parahyba do Norte, onde esteve até 1886 quando voltou de novo para o Ceará.

Durante essa epocha fez alguns preparatórios e concurso de 2.ª entrancia para a Fazenda Geral Foi professor de calligraphia no Atheneu Cearense, onde dirigiu um jornal literário com aquelle nome e publicado, em manuscripto, de 1881 a 1882.

Durante a propaganda abolicionista prestou relevantes serviços á causa da libertação dos escravos, não só no Ceará como tambem na Parahyba.

Em 1883 fundou com outros companheiros o «Club Abolicionista Caixeiral», de cuja directoria fez parte.

Tambem prestou serviços á sua classe já fundando com outros a 19 de Março de 1882, a «Beneficente Caixeiral» cujos estatutos organizou e de cuja directoria fez sempre parte, já sendo o primeiro presidente da «Phenix Caixeiral», cargo que exerceu por mais de dous annos e que renunciou em Junho de 1893, tendo confeccionado seus primeiros estatutos e regulamento interno, e dirigido a publicação do « Athleta », depois « Phenix Caixeiral » orgam desta associação, que deu uma edição espe-

57