Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/80

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Granja e ahi fundou o jornal Granjense, uma escola popular e um gabinete de leitura. Em Junho de 1882 foi nomeado juiz municipal de Aracaty, sendo em Março de 1883 removido para a comarca do Pereiro a cujos habitantes prestou igualmente relevantissimos serviços com a fundação de um Gabinete de Leitura e uma escola nocturna.

Nessas diversas localidades foi grande auxiliar do movimento abolicionista.

Abandonando a magistratura, transferiu-se para Fortaleza e entregou-se ao magistério particular e publico. Em 1887 foi nomeado Director da Bibliotheca Publica e a 18 de Março de 1889 professor de Historia na Escola Militar, que acabava de ser creada na Província. Em 1896 foi nomeado professor de Geographia do Lyceu.

Faz parte do Instituto do Ceará e é professor da Escola Livre de Direito do Ceará, cuja fundação advogou na imprensa diaria. Essa Faculdade, que se installou a 1.º de Março de 1903, foi avocada pelo governo a 2 de Setembro e reconhecida pelo Governo Federal a 23 de Novembro.

Do seu casamento realizado na cidade do Recife a 12 de Julho de 1879 com D.ª Cesaria Barreto Carneiro Leão de Vasconcellos, filha de José Marques Carneiro Leão e D.ª Celestina Barreto Carneiro Leão, teve os seguintes filhos: D.ª Julia Carneiro Leão de Vasconcellos (Vide esse nome) Professora da Escola Normal do Ceará; Carlos C. L. Vasconcellos (Vide esse nome) Engenheiro civil e Bacharel em sciencias physicas e naturaes ( 1902); Arthur G L. de Vasconcellos, Medico, formado na Faculdade do Rio (1906); Abner C. L.

de Vasconcellos, formado na Faculdade de Direito do Ceará (1907), Promotor publico de Fortaleza; Nilo G L. de Vasconcellos, 5.º annista de Direito; jayme G L de Vasconcellos, 4.º annista de Direito; Maria Augusta, normalista diplomada; Edgard G L. de Vasconcellos, estudante de preparatórios ; Hilda, Esther, Carmen, Zaíde, Cezar, Waldo e Thales.

Conheço de sua penna :

— Municipio do Pereiro, monographia publicada na «Revista

do Instituto do f>ará» (2.º e 4.o trimestre de 1880).

61