Página:Diccionario bio-bibliographico cearense - volume primeiro.djvu/87

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Antonio Bruno Barbosa (B.el) — Filho de João Barboza Lima e D.ª Maria Sampaio Barboza, neto pelo lado paterno de José Barboza Lima e D.ª Francelina Rosa Lima e pelo materno de Francisco de Queiroz Sampaio e D.ª Mariana de Andrade Sampaio, nasceu a 6 de Outubro de 1886 na villa da Pendencia.

Tendo feito os estudos preparatórios no Lyceu de Fortaleza, recebeu o diploma de Bacharel em Bellas Letras a 1.º de Dezembro de 1901 e nessa occasião pronunciou uma allocução, que foi publicada em 1902 na Typ. Universal de Cunha, Ferro e C.ª juntamente com a do seu paranympho Dr. Aurélio de Lavor sob o titulo Dous discursos. Transportando-se para o Rio de Janeiro ahi recebeu o gráu de Bacharel em sciencias judicas e sociaes em 1906.

Reside presentemente no Acre, onde exerce larga influencia.

E’ autor dos trabalhos :

Utopias, livro de versos, prefaciado por José Rodrigues de Carvalho, Ateliers Louis, 100 pp., 1900.

Mocidade, volume de versos, Rio de Janeiro, Typ. da Pap. Portella, Rosário 107, 1905, 96 pp.

Os Direitos do Homem, conferencia realizada a 5 de Janeiro de 1907 nos Salões da Sociedade «Phenix Caixeiral», Ceará, Typ. Minerva, de Assis Bezerra, 1908.

Conheço delle ainda uma poesia sob o titulo A instrucção, publicada em folheto de 7 pp. a 19 de Outubro de 1899.

Faz parte da Iracema Litteraria.


Antonio Candido Antunes de Oliveira — Barão e Visconde de Mecejana. Nasceu em Aracaty onde exerceu a profissão de grande negociante e proprietário. Transportando-se para Recife, ahi falleceu.

Foi cavalheiro, official e dignitário da Ordem da Rosa.

Havendo se consorciado com D.ª Colomba Antunes, nascida em Portugal mas da familia Ponce de Leão, da Ba-

68