Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/242

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


806 DOM JOAO VI NO BRAZIL

por onde ate certo ponto se propagara o movimento, mas que eram porgoes do littoral pouco favorecidas, menos po- voadas e constituindo a secgao mais desprovida de recursos do paiz, a contra-revolugao lavrou rapida: no Rio Grande do Norte, logo que se ausentou o contingente parahybano de Jose Peregrine, na Parahyba por um impulso esponta- neo do velho espirito tradicional que produziu uma reacgao fatalista, originando um conflicto de principios em que o receio representava papel secundario.

A comarca das Alagoas conservara-se pode dizer-se que fiel a causa legal. N ella echoara debilmente o clamor sub versive e estalou quasi sem provocagao a contra-revolugao no Penedo, passando de prompto a Maceio e vindo em offen- siva deter a marcha do reforgo de Jose Mariano Cavalcanti, mandado do Recife para o sul da provincia.

Com as colonias revoltadas da America Hespanhola nao houve tempo nem sobretudo ensejo de firmar solidarie- dade. Nos Estados Unidos a repercussao foi nulla. O emis- sario Antonio Conceives da Cruz, o Gabuga, para la despa- chado a obter o reconhecimento e protecgao, so alcangou a tardia remessa por especulagao particular de provisoes de guerra e tambem de bocca, que estas andavam carissimas no Recife, chegando um alqueire de farinha, que custava d antes 1.600 a 1.920 reis, a pagar-se por 9.200, sem appare- cer o genero no mercado.

Contra essa infracgao de neutralidade, posto que nao official, merecendo comtudo a fiscalizagao official, pro- testou alias sem demora o ministro Correa da Serra, sendo attendido pelo governo federal, como o fora na sua reclamagao contra os navios armados nos portos ame- ricanos, com bandeira dos insurgentes hespanhoes, para ata-

�� �