Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/333

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


DOM JOAO VI NO BRAZIL 897

sempre a renovarem-se, e pelas exigencias crescentes da vida social n um meio em transformagao.

O governo, por seu lado, nao tinha dinheiro superfluo ( i ) para crear ou fomentar industrlas, por mais remunera- doras que as antfcipasse. Suas unicas tentativas n este campo foram a fabrica ou fundigao do Serro do Frio, mandada construir a custa da real fazenda pelo intendente geral do Districto Diamantino, e a fabrica de ferro de Ipanema, igualmente de iniciativa do conde de Linhares, o qual em 1810, tendo noticia das extraordinarias quantidades de mi- nerio existentes n aquella localidade paulista, mandou alii estabelecer mineiros e fundidores suecos.

A manufactura de Ipanema produzia em 1817 quatro mil arrobas de ferro annuaes, havendo comtudo a fabrica soffrido extensoes e passado por alteragoes e modificagoes importantes depois de confiada sua gerencia ao tenente coro- nel allemao Varnhagen, que levantou uma fundigao pelo custo de 300.000 cruzados e mandou vir da Allemanha fundidores para a execugao de trabalhos mais delicados.

Spix e Martius, que visitaram Sao Paulo exactamente quando estavam terminadas as novas construcgoes e dado o novo impulso, relatam que a fabrica nunca rendera quanto se calculara a principio, opinando uns que nao era boa a qualidade do ferro depois de refinado e fundido, attribuindo outros o relativo mallogro em parte talvez as communicagoes difficeis e certamente muito a concorrencia dos productos inglezes, tao favorecidos pelo tratado de 1810.

��(1) No Kcino d<- I ortu^al a falta rle reeursos elu^ara a ponlo lal o lanto s<> avolumara o deficit QUP, om 1812, para fazer fac(> ;is <!:>s))c/;is niilitarcs, mandava o Principe Regontc, ontro outras modidas e vondas (pic rccommendava aos Governadon-s. alienar lions Hvros da Coroa. ^ 7 () Hrazil a situacao financeira era menos angus- tiosa, mas em extreme acanhada.

�� �