Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/344

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


908 DOM JOAO VI NO BRAZIL

do Principe Regente com relagao a encorporacao cla Banda Oriental, ate que poude dispor em 1816 dos seus veteranos das campanhas continentaes contra Napoleao. So entao Ihe foi dado reforgar a expressao do seu feliz ensa!o de impe- rialismo, que deu ao novo Reino sua fronteira necessaria, para isto affrontando o ciume dos regulares brazileiros, cujos regimentos no emtanto so conseguiam encher seus claros me- diante levas forgadas.

O espectaculo militar differia nao obstante muito do colonial, e Linhares, si estivesse vivo, de certo exultaria de ver que nao ficara perdido ou inutil seu primeiro impulse com vista na fundagao do poderio militar que devia servir de base a grandeza do Brazil, fornecido com a creagao da Aca- demia Militar e outras providencias tomadas no seu minis- terio, e que se foram ligando e fortalecendo e fructificando, nao descurando sequer o solicito estadista a condigao das familias dos soldados.

Tambem a melhoria fora prompta e sensivel, tanto pelo lado da administracao, que se tornou mais zelosa e effi- ciente, posto na guerra de Montevideo occorresse ainda o facto, narrado por Luccock, de remetterem-se balas e car- tuchos desproporcionados aos fuzis; como pelo lado profissio- nal, para o que vieram contribuir muito, immediatamente antes da campanha contra Artigas, o desvelo e competencia de Beresford, o qual tendo ido em pessoa ao Rio de Janeiro solicitar do Rei recompensas para as forgas portuguezas victoriosas na guerra peninsular, disciplinou e remodelou quanto poude no curto prazo da sua estada o pequeno exer- cito brazileiro, tentando incutir-lhe o essencial espirito mi litar que Ihe faltava.

�� �