Página:Dom João VI no Brazil, vol 2.djvu/350

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


914 DOM JOAO VI NO BRAZIL

indifferente quando nao hostil aos seus encomios cortezaos, feria entretanto a justa tecla, quando exclamava no apice do seu curto estro:

Tres Seculos havia

Fora a planta langada Do Brasilico novo vasto Imperio; Mas, arvore deixada a Natureza,

Crescia vagarosa:

Benigna sobra Ih era Mais que tudo precisa: eis chegas, toma Novo vigo e vigor, e ja robusta Nao receia tufoes de bravos Euros :

i Tens de grandes destinos

Nobre porgao cumprido ! Que Monarca Europeo transpoz o Oceano, E a Quarta Parte nova ha dado a gloria

De possuir hum Throno ?

Tu Primeiro te acclamas Entre Povos que nem pensallo ousavao!. . . Mas a Lysia rezervas mcr ventura: Hum dia. . . Aqui silencio m impoe Febo ! (i)

Nao esquecamos porem que nao so do baptismo militar do Brazil-Reino foi padrinho o exercito das campanhas pe- ninsulares, como que de 1816 a 1820 foi continue, por instrucgoes da corte, o affluxo de tropas portuguezas ao Brazil, Jnspirando confianca aos Portuguezes que ja se ar-

��(1) Joaquim Jose - Pedro Lopes, Ode a ncrhniKi^do de Sua Ma- f/estadc Fidclissima o ScnJior D. Jodo VI etc. Rio de Janeiro, anno 1817.

�� �