Página:Flora pharmaceutica e alimentar portugueza.djvu/41

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


E ALIMENI^AR PÔR^fUGCEZA. ^J Rubia, CalyX quadridentado , mínimo : corolía quasl campanulada , partida em quatro ou cinco la- cinias; sementes duas embagadas. 38» R, Tinctorum. Em Port, Ruiva dos tinturei- ros , granza , solda graftde. Folhas annuaes cinco a cinco e seis a seis , lan- ceoladas, margem e quilha aspérrimas ^ caule aculeado , annual , junto da raiz , e mais aci- ma quadrangular. Rharm, raiz. ílaiz : cylindrica , reptante , fíbrllosa , pouco ra- mosa , articulada , articulações distantes , quasi gomiferas ; exteriormente d* hum rubro pal- lido , glabra , laxamente coberta de escamas mirradas segundo a idade ; pimpolhos cau- lescentes , sanguíneos debaixo da terra ; pa- renchyma sanguíneo em quanto nova , parte cortical carnosa , frágil , separável ; fibra cen- tral tenaz , centro medullar pontuado d'ato- mos , cingido d' hum annel concêntrico , mais tcnue e opaco , elevação concêntrica mais di- luída , e mais saturada que a parte cortical : era quanto mais adulta , a parte cortical quasi carnosa, menos frágil, facilmente sepa- rável, de duas túnicas ; a exterior fusca , a in- terior sanguínea , mais carnosa ; fibra central lenhosa, amarellada , pouca mcdulla ; centro ■ medullar orbiculado , pequeno , cingido d' hu- ma parte lenhosa, mais larga, alaranjada, pe- netrada de muitos poros pequenos : sendo ve- lha , medulla ou fusca-anêgrada , cu consumi- E