Página:Flora pharmaceutica e alimentar portugueza.djvu/84

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


yá FLORA PHARMACEUTICA ' ç3es ; huma glândula grande de cada parte na base do germe. Habita nos tapumes , e nos sítios sombrios , hú- midos. Floresce desde Março até Maio. Pe- renne. Sabor amargo com signaes d'acidez) secca ^ ie*. vemente adstringente. lllecebrum. Corolías de cinco pétalas aguçadas -, persistentes-;- capsula unilocular , de cinco válvulas, monos- perma. S3. I. cymosum. Em Port. Paronychía de fores em cymeira. Gaule herbáceo, levantado, forquilhoso ; folhas, quasi lineares , hum tanto crassas , as inferio- res em verticillo de quatro a quatro; espigas- cymosas, anteriormente segundinas , aproxima-» das, curvadas para fç^ra. Brot. Fhyt. Lusjto Pharm. herva. Raiz: annual, fibrosa, radiculas brancas, curtas, poucas. Caule: solitário, levantado, roliço, filiforme, forquilhoso desde o fundo até o cimo-, empu- bescido , articulado , entre-nóz superiores ion-- gos , os inferior-es curtissiraos; tem duas, três ou quatro pollegadas d'alto ; ramos entre le- vantados, e hum tanto patentes; os inferiores ordinariamente iguaes em altura , ou pouco mais compridos que os superiores , terminados em cymeiras da mesma sorte iguaes ou quasi, de medo, que tcda a planta na florescência re- presenta hum corymbo sobrecoraposto.