Página:Herculano, Alexandre, História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal, Tomo II.pdf/353

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


quella comedia de mutuos enganos, em que, aliás, ninguém, provavelmente, era enganado. Encarecendo o seu profundo pezar pelo procedimento do prelado, promettera fazer os últimos esforços para o persuadir a voltar á patria[1]. E' de crer que este compromisso de Paulo iii fosse o principal motivo de D. Miguel da Silva ir estabelecer por algum tempo a sua residencia em Veneza. Todavia, naquella lucta de dissimulação e deslealdade, os ministros de D. João iii tinham irreflexivamente dado armas ao seu adversario, á força de pretenderem illudi-lo para o colherem ás mãos. Nas cartas escriptas em nome d'elrei havia-se reconhecido a legitimidade de todos os queixumes do bispo, e dado um testemunho imprudente dos seus dotes pessoaes e dos seus longos serviços, ao passo que o odio do soberano se dissimulava debaixo das expressões de illimitada affeição. Transmitidas para Roma, estas cartas, que desmentiam a linguagem dos agentes de Portugal, tiravam toda a força ás suas supplicas[2]. Na propria carta dirigida ao papa, as queixas

  1. Breve de 11 de outubro de 1540, no M. 25 de Bullas N.° 51, no Arch. Nac.
  2. Instrucç. sem data, l. cit.