Página:Obras poeticas de Ignacio José de Alvarenga Peixoto (1865).djvu/189

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
V
A MESMA RAINHA
IMPLORANDO-LHE A COMMUTAÇÁO DA PENA DE MORTE, QUE
LHE FÔRA IMPOSTA

A paz, a doce mãi das alegrias,
O pranto, o luto, o dissabor desterra;
Faz que s’esconda a criminosa guerra,
E traz ao mundo os venturosos dias;

Desce, cumprindo eternas prophecias,
A nova geração dos céos á terra;
O claustro virginal se desencerra,
Nasce o Filho de Deos, chega o Messias.