Pacotilha poetica/Se os seus males ou venturas terão fim

Wikisource, a biblioteca livre
< Pacotilha poetica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pacotilha poetica
Se os seus males ou venturas terão fim


SENHORAS

2 Os mares, não; as venturas
  Hão de fugir e voltar;
  Taes são as alternativas
  Que devereis encontrar.

3 Se a vida fosse só doce
  Nos havia enfastiar;
  Assim ha tempo p'ra tudo,
  Para soffrer e gozar.

4 Vossos males terão fim,
  E a cousa está por momento;
  Senhora, podeis me crer,
  Que não tarda o casamento.

5 Vossas venturas, senhora,
  Vão agora se findar;
  Aquelle p'ra quem viveis,
  Já vai de vós se ausentar.

6 Como o vosso papai sabe
  De vosso grande segredo,
  E' de crer qu'essas venturas
  Tenham fim ou tarde ou cedo.

7 Breve a ausencia que vos causa
  Tanto mal, tanta saudade,
  Terá fim, que o vosso amante
  Vai entrar nesta cidade.

HOMENS

2 Vossos males terão fim
  Quando fordes mais pacato;
  Quando até para a moral
  Viverdes com mais recato.

3 Cedo vereis destruida
  A causa de vossas zangas,
  Ver-vos-hão então contente,
  Por gosto chorar pitangas.

4 A vossa feliz ventura
  Não dá fim só por um triz,
  Pois que tem mil pretendentes
  A bella da vossa actriz.

5 Vossos males vão findar-se
  Com a volta do bemzinho,
  Que outr'ora deu-vos fieiras
  Tão gratas no miudinho.

6 Vossos males não se findam,
  Que tempo ainda não é,
  Para que possais forrar
  Essa bella de Guiné.

7 Por oausa daquella nympha,
  Meu caro senhor taful.
  Ireis de mochilla ás costas,
  Inda um dia para o Sul.

SENHORAS

8 Terão fim; sois caloteira,
  Mas das taes que muito temo,
  Que prometteis aos amantes
  E lhe faltais em extremo.

9 Os males do coração,
  Em breve terminarão,
  Pois que vossos namoricos
  Em casamento darão.

10 Vossos males terão fim!
  Por força, minha sinhá;
  Que p'ra matar saudades
  Vosso bem não tardará.

11 Vossas venturas são sonhos
  Sem viso de realidade,
  Mas tereis consolação
  Em os braços da amizade.

12 Venturas sem fim tereis,
  Depois de males tyrannos;
  As venturas irão vindo
  Pouco a pouco com os annos.

HOMENS

8 Por causa cá de uma cousa
  Que muitos não sabem, não
  Vireis inda ser servente
  Na casa de Correcção.

9 Terão; vivereis alegre
  Cantando ao som da viola;
  Aonde? Aqui é que é ella!
  Meu amigo, na gaiola.

10 Terão; morreis de saudade,
  De saudade verdadeira!
  Mas parabéns, já está boa
  Vossa bella engommadeira.

11 Terão fim os vossos males,
  Venturas renascerão,
  Com ellas filhos aos centos
  Pulando também virão.

12 Brevemente subireis
  Ao zenith da ventura,
  Té nas carnes ganhareis
  Famigerada gordura.