Quem quiser que eu cante bem

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Quem quiser que eu cante bem)
Quadra de tradição popular coletada por João Simões Lopes Neto
Poema agrupado posteriormente e publicado em Cancioneiro Guasca .

Quem quiser que eu cante bem,
Dê-me um mate de congonha,
Para limpar este peito,
Que está cheio de vergonha.