Quero me despedir hoje

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Quero me despedir hoje)
Quadra de tradição popular coletada por João Simões Lopes Neto
Poema agrupado posteriormente e publicado em Cancioneiro Guasca .


Quero me despedir hoje,
Que amanhã não pode ser;
Pois na hora da partida,
Nem — adeus posso dizer.