Bíblia Aberta/João/XI

Wikisource, a biblioteca livre
< Bíblia Aberta‎ | João
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João - Capítulo XI
por Vários


Esta página também faz parte do Projeto Bíblia Aberta.

A ressurreição de Lázaro[editar]

1 Havia um doente chamado[1] Lázaro, que era de Betânia, o povoado onde Maria e sua irmã Marta moravam[2]. 2 Maria, a que ungiu o Senhor com óleo perfumado, e enxugou seus pés com os cabelos dela, era a que estava com o irmão Lázaro doente. 3 Então as irmãs de Lázaro[3] mandaram dizer a Jesus:[4] "Senhor, aquele que tu amas está doente". 4 Quando Jesus ouviu isto[5], disse:

- Esta doença não é para a morte, mas para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por meio dela.

5 Jesus amava Marta, e sua irmã, e Lázaro. 6 Depois de ouvir que Lázaro[6] estava doente, ele continuou no lugar onde estava por dois dias. 7 Depois disso, ele disse aos discípulos:

- Vamos voltar para a Judeia.

8 Os discípulos lhe perguntaram:

- Mestre[7], os chefes dos judeus[8] agora mesmo queriam te apedrejar, e tu pensas em voltar[9] para lá?

9 Jesus respondeu:

- O dia não tem doze horas? Se alguém andar de dia não tropeça, porque vê a luz deste mundo. 10 Mas se alguém andar de noite, então tropeça, porque ele não tem luz.[10]

11 Além disso, depois lhes disse:

- Nosso amigo Lázaro está dormindo, mas eu vou acordá-lo.

12 Então os discípulos lhe disseram:

- Senhor, se ele está domindo, então ele vai melhorar.

13 Porém Jesus tinha falado que Lázaro estava morto[11]; mas eles pensaram que estava falando do repouso do sono. 14 Então Jesus lhes falou abertamente:

- Lázaro morreu, 15 e eu me alegro por causa de vocês que eu não esteja lá, para que vocês creiam. Mas vamos até ele.

16 Então Tomé, chamado de "gêmeo"[12], disse aos outros discípulos:

- Vamos nós também, para morrermos com dele.

17 Quando Jesus chegou, Lázaro já estava quatro dias no túmulo. 18 (A distância de Betânia para Jerusalém era cerca de quinze estádios[13]) 19 E muitos dos judeus foram até Marta e Maria, para consolá-las pela morte do irmão delas. 20 Marta, quando soube que Jesus estava chegando, foi encontrá-lo; mas Maria ficou sentada em casa. 21 Então Marta disse a Jesus:

- Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido.

22 Mas eu sei até agora, que tudo o que pedirdes a Deus, Deus te dará.

23 Jesus lhe respondeu:

- Seu irmão vai voltar a viver[14].

24 Marta lhe respondeu:

- Eu sei que ele vai voltar a viver na ressurreição, no último dia.

25 Jesus lhe disse:

- Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda se estiver morto, viverá. 26 E todo aquele que vive e crê em mim, nunca morrerá. Você crê nisto?

27 Ela respondeu:

- Sim, Senhor! Eu creio que tu és o Cristo[15], o Filho de Deus que veio ao mundo!

28 Depois de dizer isto, ela foi chamar sua irmã Maria, e lhe disse em segredo:

- O Mestre está aqui, e ele chama você.

29 Ela, ao ouvir isto, logo se levantou, e foi até ele. 30 (Jesus não tinha entrado no povoado, porém ficou no lugar onde Marta tinha lhe encontrado). 31 Então os judeus que estavam com ela para a consolarem, ao verem Maria se levantar depressa e sair, então eles a seguiram, pensando[16] que ela estava indo ao túmulo para chorar lá.

32 Quando Maria chegou onde Jesus estava, ela o viu, e se jogou aos pés dele, dizendo-lhe:

- Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido.

33 Então, quando Jesus a viu chorar, e também chorando os judeus que estavam com ela, ele muito se comoveu em espírito, e ficou perturbado. 34 Ele perguntou:

- Onde vocês o puseram?

E lhe disseram:

- Senhor, vem e vê.

35 Jesus chorou. 36 Então os judeus diziam:

- Vejam como ele o amava!

37 E alguns deles diziam:

- Ele, que fez o cego enxergar[17], não poderia também ter feito Lázaro[18] não morrer?

38 Jesus, comovendo-se intensamente mais uma vez em si mesmo, foi ao túmulo. Este túmulo era uma caverna, e na sua entrada[19] estava posta uma pedra. 39 Jesus disse:

- Tirem a pedra.

Marta, a irmã do morto, lhe disse:

- Senhor, ele já está cheirando mal, pois já são quatro dias que está morto.[20]

40 Jesus lhe respondeu:

- Eu não já disse que, se você crer, então verá a glória de Deus?

41 Então tiraram a pedra[21]. Jesus levantou os olhos, e disse:

- Pai, eu te agradeço porque tu me ouves. 42 Eu já[22] sabia que tu sempre me ouves, mas eu disse isto[23] por causa da multidão que está ao redor, para que eles creiam que tu me enviaste.

43 Depois de ter dito isto, ele falou em alta voz:

- Lázaro, vem para fora!

44 E aquele que estava morto saiu, com os pés e as mãos atadas com faixas, e com o rosto coberto com um lenço. Jesus lhes disse:

- Desatem-no, e o deixem ir.

Os chefes dos judeus se reúnem para pensarem como matar Jesus[editar]

45 Então muitos dos judeus que vieram até Maria, e viram o que Jesus fez, creram nele. 46 Mas alguns deles foram até os fariseus, e lhes disseram o que Jesus tinha feito. 47 Então os chefes dos sacerdotes se reuniram no Sinédrio[24], e disseram:

- O que faremos? Pois este homem está fazendo muitos milagres![25] 48 Se nós o deixarmos assim, todos vão crer nele; então os romanos virão, e tirarão de nosso controle[26] tanto este lugar, como a nossa nação.

49 Então um deles, chamado Caifás, o sacerdote principal naquele ano, lhes disse:

- Vocês não entendem nada! 50 E nem percebem que bom para vocês[27] que um homem morra pelo povo, ao invés de toda a nação perecer.

51 (Ele não falou isto por si mesmo; mas por ser o sacerdote principal naquele ano, ele profetizou que Jesus iria morrer pela nação dos judeus[28], 52 e não somente pela nação, mas também para que os filhos de Deus que estão dispersos se juntem e tenham unidade[29].

53 Então desde aquele dia planejaram matá-lo. 54 Por isso Jesus já não andava mais abertamente entre os judeus, mas partiu para um lugar perto do deserto, a uma cidade chamada de Efraim; e ele ficou ali com os discípulos[30]. 55 Estava perto a páscoa dos judeus; e muitos subiam de outras regiões para Jerusalém antes da páscoa, para se purificarem. 56 Então eles procuravam por Jesus, e enquanto estavam no templo, perguntavam uns aos outros:

- Vocês acham que ele não virá para a festa?

57 Os chefes dos sacerdotes e os fariseus tinham ordenado que se alguém soubesse onde ele estava, que avisasse, para o prenderem.

Notas[editar]

  1. chamado foi adicionado para dar clareza
  2. Literalmente Betânia, o povoado (ou aldeia) de Maria e de Marta, sua irmã
  3. de Lázaro foi adicionado para dar clareza
  4. Jesus foi adicionado para dar clareza
  5. isto foi adicionado
  6. Lázaro foi adicionado para dar clareza
  7. Literalmente Rabi
  8. Literalmente judeus. chefes dos foi adicionado por seu sentido estar implícito
  9. pensas em voltar: Literalmente e tu voltas para lá?
  10. Literalmente porque a luz não está nele
  11. Literamente falado de sua morte
  12. Ou Dídimo
  13. Um estádio era uma medida de distância de aproximadamente 185 metros. Então quinze estádios equivale a um pouco menos que três quilômetros.
  14. voltar a viver: Ou ressuscitar
  15. Ou Messias, ou ainda, Ungido
  16. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm dizendo no lugar de pensando
  17. Literalmente abriu os olhos do cego
  18. Literalmente ele. Lázaro foi adicionado para dar clareza
  19. sua entrada foi posta para dar clareza
  20. que está morto foi adicionado para dar clareza.
  21. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm do lugar onde o morto estava deitado depois de tiraram a pedra
  22. foi adicionado para dar ênfase
  23. isto foi adicionado para dar clareza
  24. Ou Supremo Conselho
  25. Ou sinais
  26. Literalmente tirarão de nós
  27. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm para nós
  28. dos judeus foi adicionado por seu sentido estar implícito no texto original
  29. Literalmente se juntem em um
  30. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm seus discípulos