Castelo Perigoso/XXXIII

Wikisource, a biblioteca livre
< Castelo Perigoso
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Castelo Perigoso
Capítulo XXXIII – Em que se põe exemplo dessa mesma


A campana do mosteiro sempre está calada em quanto a não tocam; mas, como homem tira pela corda, ela se faz ouvir por toda a vila. Assim fazem estes, por pouco que os toquem contra sua vontade. Muito é o castelo bom, que de tal muro é cercado. Por isto deve a devota pessoa correr a ele, cada vez que sentir os combates das tribulações e adversidades e doenças, assim de Deus como de seus próximos.