Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes/D

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Diccionario Biographico de Musicos Portuguezes por José Mazza
D


     Damaso Papa Santo Nasceo em a Vila de Guimarães entre Douro, e Minho, subio à Cadeira de S. Pedro no anno de 366 foi sagrado em Domingo 1.º de Outubro em a Basílica de Lucina, que depois se chamou de S. Lourenço, compos algumas obras de Muzica.

     Damião de Goes natural da Vila de Alenquer filho de Rui Dias de Goes, e de Isabel Limi, nasceo em 1501 floresceo no seculo de 500 foi camareiro, e guarda roupa de El Rey D. Manoel, de quem ao depois escreveo a Cronica. El-Rey D. João o 3.° o nomeou por seu Menistro para tratar de algumas negociações em varios Reinos Estrangeiros: igualmente que nas varias sciencias, a Muzica em que era mui (perito, não só no Canto, mas no instrumental, e composição, lhe adquirirão a familiaridade de maiores Princepis: foi casado com Joanna de Hargen, filha de Andre de Hargen do Conselho do Emparador Carlos 5.º descendente dos Condes de Aremberg, Herne e Monfort. muitas das suas obras se cantavão nos Templos, que foi só para onde quiz compor, conhecendo, que a Muzica só deve servir para Louvar a Deus, não foi menos insigne na Poezia, por isso lhe fez em seu louvor o seguinte epigrama o sabio Resende.

Eligite utro suavis horum te nomme dici.
an Phebi, an orphei dulcis utrisque modis aut
si non spernis genus
a quo Musica primum.
Inventa est nobis sis Damiane Jubal.

     Damião de S.ta Quiteria F. Religioso da 3.ª ordem da Penitencia. David Francisco Xavier, homem branco natural de Boavista donde foi Mestre da Cappela, escreveo varias obras em Muzica.

     Diogo Dias natural de Vila do Crato, teve tão grande perpensão para a Arte da Muzica, e fez nela tais progressos, que chegou a ser Mestre da Capella em a Matriz da sua Patria, onde compos varias obras.

     Diogo Dias Meigas natural da Vila da Cuba da Província transtagana do Bispado de Beja, filho de Afonso Lourenço Meigas e Maria Ferra, em idade bem juvenil mereceo em Evora cidade os honrosos Cargos de Mestre da Claustra, Reitor do Seminário, e Mestre da Cappela: foi admiração dos mais doctos Proffessores da Devina Arte Armonica da Muzica: faleseo de 60 annos na dita cidade em 1700: entre muitas obras que compos a dois coros não tem menos estimação no seu tanto o Celebre moteto a 4 vozes Eex tremendae Magestatis: está sepultado no Alpendre do Convento de N. Senhora dos Remédios dos Carmelitas descalços, com o seguinte Epitafio:

Flebili occubuit, qui scivit in orbe Magister
Caelestem Musam communicare viris.
At si funerea tadem jacet obrutus urna;
Non fama in tumulo contumalata jacet.
Aeternis vivet Meigas post funera lustris
Donec eruno homines sydera donec erunt.

     Diogo Dias de Vilhena Celebre contrapontista, entre outras obras que compos, tem huma Arte de Canto chão para principiantes onde prometia outra de contraponto.

     Diogo de S. José Fr. natural da Cidade de Bragança filho de Antonio Sobrinho, e de Cicilia de Morilas foi igualmente sabio na Muzica, Pintura, Pouzia, que na Istoria, e línguas Estrangeiras, alcansou em Roma / aonde o conduziu o Cardeal D. Rodrigo de Castro Arcebispo de Sevilha / rendosos benefícios que renunciou em seu Irmão Francisco Sobrinho, que depois foi Bispo de Valhadolid, veio acabar nos Carmelitas descalços onde foi claro exemplar de santas virtudes, as suas composições Muzicas se achavão na Biblioteca de El Rey D. João o 4.° a qual se queimou pelo incendio que se seguiu ao Terramoto d« 55 E tambem se achavão em Espanha, faleseo em 1623.

     Diogo Velho Presbítero natural da Vila de Souzel da Província Transtagana filho de Lopo Dias, e Catherina Rodrigues, foi cappelão do Sereníssimo Cardeal Infante D. Henrique, e depois Conigo da_Cathedral de Evora, faleseo em 1565 as suas obras Muzicas se conservavao no Cartorio do cabido de Evora Cidade.

     Dionísio dos Anjos Fr. natural de Lx.ª Monge de S. Jeronimo, foi insigne na Arte de Contraponto, e não menos destro tangedor de viola, Arpa, compos responsorios para todas as festas da primeira classe, Salmos de Vesporas e Magnificas, e outras obras mais, as quais se conservavao no Convento de Belem, faleseo em 1709.

     Domingos da Conceição Fr. nasceo em Lx.ª no anno de 1686 foi muito sciente na faculdade de Muzica, e outras sciencias deixou bastante Muzica que compos, foi Vigario no Convento de S. Francisco de Alenquer, faleseo em 1647.

     Domingos Gomes de Couto natural de Lx.ª Mestre da Cappela da Sé de Elvas, fez lamentações, ditos, de Christo, motetes Misereres, e muitas mais obras.

     Domingos Nunes Pereira Presbítero natural de Lx.ª filho de Diogo Ribeiro e Brizeda da Costa, foi Mestre da Misericordia, e depois exerceo o mesmo Magisterio na Cathedral da mesma Cidade, compos responsorios da Semana Santa, de defuntos, Laudate Pueri Dominum tudo a 8 vozes, faleseo em 1729 jaz sepultado na cappela mor da Irmida de S. Pedro da Freguesia de S. Thiago de Camarate.

     Domingos do Rozario Fr. Religioso franciscano.

     Domingos da Trindade Fr. Religioso de S. Paulo primeiro Eremita.

     Duarte Lobo natural de Lx.ª foi Mestre do Hospital real da mesma Cidade; exerceo o mesmo ministerio na Cathedral da mesma Cidade pelo expaço de 45 annos, onde foi Conigo de 4.ª Prebenda, e reitor do Seminario Archiepiacopal D. Francisco Manoel na Carta dos A. A. Portugueses escrita ao Doutor Manoel da Fonseca Themudo lhe faz grandes Louvores, e o mesmo lhe da Manoel de Faria e Sousa na Fuente de Aganipe, parte 2 Poem. 10 Estanc. 72 e 73. Morreu contando 103 anos de idade.