João Ferreira de Almeida (1819)/Genesis/IX

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Primeiro Livro de Moyses Chamado Genesis - Capítulo IX
por João Ferreira de Almeida


  1. E abencoou Deus a Noah e a seus filhos, e disse lhes: Fructificae e multiplicae, e enchei a terra.
  2. E seja vosso tempor e vosso pavor sobre todo animal da terra, e sobre toda ave do ceo: Tudo que sobre a terra se move, e todos os peixes do mar, em vossa maõ saõ entregues.
  3. Tudo quanto se move, que he vivente, vos seja por mantimento: tudo vos tenho dado como verdura da erva.
  4. Porèm a carne com sua alma, isto he com seu sangue naõ comereis.
  5. E certamente requererei a vosso sangue, o sangue de vossas almas; da maõ de todo animal o requererei: como tambem da maõ do homem, e da maõ do irmaõ de cadahum requererei a alma do homem.
  6. Quem derramar sangue do homem, pelo homem seu sangue será derramado: Porque Deus fez a o homem conforme a sua imagem.
  7. Mas vosoutros fructificae e multiplicae: povoae abundantemente a terra, e multiplicae vos nella.
  8. Fallou mais Deus a Noah, e a seus filhos com elle, dizendo:
  9. Porèm eu, eis que estabeleço meu concerto com vosoutros, e com vossa semente despois de vos.
  10. E com toda alma vivente, que com vosco está, de aves, de rezes, e de todo animal da terra com vosco: desde todos que sairaõ da arca, até todo animal da terra.
  11. E eu com vosco estabeleço meu concerto, que naõ será destruida mais toda carne pelas agoas do diluvio: e que naõ averá mais diluvio, para arruinar a terra.
  12. E disse Deus: Este he o sinal do concerto que ponho entre my e entre vosoutros, e entre toda alma vivente, que está com vosoutros, em gerações do seculo.
  13. Meu arco tenho posto na nuvem: este será por sinal do concerto entre my, e entre a terra.
  14. E acontecerá, que quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá este arco nas nuvens.
  15. Entaõ me lembrarei de meu concerto, que está entre my e entre vosoutros, e entre toda alma vivente de toda carne: e nao seraõ mais as agoas por diluvio, para destruir toda carne.
  16. E quando estará este arco nas nuvens, eu o verei, para me lembrar do concerto eterno entre Deus, e entre toda alma vivente de toda carne, que esta sobre a terra.
  17. E disse Deus a Noah: Este he o sinal do concerto, que tenho estabelecido entre my, e entre toda carne, que está sobre a terra.
  18. E os filhos de Noah, que da arca sairaõ, foraõ Sem, e Cham, e Japhet; e Cham he o pae de Canaan.
  19. Estes tres foraõ os filhos de Noah; e destes se povoou toda a terra.
  20. E começou Noah a ser lavrador da terra; e plantou huã vinha.
  21. E bebeo do vinho, e embebedouse; e descubrio se no meyo de sua tenda.
  22. E vio Cham, o pae de Canaan, a nueza de seu pae, e felo saber a ambos seus irmaõs fora.
  23. Entaõ tomou Sem e Japhet huã capa, e puseraõ a sobre ambos seus ombros, e indo virados a tras, cubriraõ a nueza de seu pae, e seus rostos eraõ virados, de maneira que naõ viraõ a nueza de seu pae.
  24. E despertou Noah de seu vinho, e attentou, o que seu filho menor lhe tinha feito.
  25. E disse: Maldito seja Canaan: servo dos servos seja a seus irmaõs.
  26. Disse mais: Bendito seja JEHOVAH o Deus de Sem: e seja lhe Canaan por servo.
  27. Dilate Deus a Japhet, e habite nas tendas de Sem: e seja lhe Canaan por servo.
  28. E viveo Noah despois do diluvio, trezentos e cincoenta annos.
  29. E foraõ todos os dias de Noah, nove centos e cincoenta annos, e morreo.