Peregrinaçam/LX

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Peregrinaçam por Fernão Mendes Pinto
CAP. LX.
Do mais que Antonio de Faria fez deſpois que ouue esta vitoria, & da liberalidade que aquy vſou cos Portugueſes ate Liampoo.


O proceſſo deſta cruel & aſpera peleja, cujo fim foy eſta glorioſa vitoria, que tenho cõtado, quiz eſcreuer aſsi breuemẽte, & em ſoma, porq̃ ſe me o ouera de pór a cõtar por extẽſo todas as particularidades della, aſsi do muyto q̃ os noſſos fizeraõ, como do grande esforço com que os inimigos ſe defenderaõ, alem de não ter eu cabedal para tanto, me fora neceſſario fazer hũ proceſſo muyto mais largo, & hũa hiſtoria muyto mais cõprida que eſta, .porem como minha tencaõ he ſomẽte tocar eſtas couſas como de corrida, trabalho ſempre quanto poſſo por ſer breue em muytas couſas em q̃ por ventura outros engenhos milhores q̃ o meu ſe alargaraõ muyto, & fizeraõ muyto caſo dellas ſe as viraõ, ou as eſcreueraõ; & por iſſo eu não tocando agora mais q̃ aquellas couſas q̃ de neceſsidade ſe haõ de eſcreuer, me torno ao de q̃ hia tratãdo. A primeira couſa em que Antonio de Faria entendeo deſpois deſta vitoria foy na cura dos feridos, que por todos ſeriaõ nouẽta & dous, de que os

mais foraõ Portugueſes & moços noſſos: apos iſto querendo ſaber o numero dos mortos, achou dos noſſos quarẽta & dous, entre os quais foraõ oito Portugueſes, q̃ Antonio de Faria moſtrou ſentir mais que tudo, & dos inimigos trezentos & oitenta, de q̃ ſós os cento & cinquenta foraõ a ferro & a fogo, & todos os mais afogados. E ainda que eſta victoria foy de todo muyto feſtejada, não deixou de auer nella aſſaz de lagrimas publicas & ſecretas pela morte dos cõpanheyros, q̃ ainda eſtauão por enterrar, & os mais delles cõ as cabeças feitas em quartos das machadinhas cõ q̃ os inimigos pelejauão. Antonio de Faria inda q̃ eſtaua com tres feridas deſembarcou logo em terra com toda a gente q̃ eſtaua para o poder acompanhar, onde primeyro que tudo ſe proueo no enterramento dos mortos, na qual obra ſe gaſtou a mor parte do dia. Apos iſto ſe foy logo Antonio de Faria a correr toda a ilha em roda, para ver ſe auia nelle algũa gẽte, & foy dar nũ valle muyto apraziuel de muytas hortas & pumares de muyta diuerſidade de frutas, no qual eſtaua hũa aldea de quarenta ou cinquenta caſas terreas, q̃ Coja Acem tinha ſaqueada, & dado a morte a algũs dos moradores della q̃ não puderão fugir. Mais abaixo do valle obra de hũ tiro de beſta, ao longo de hũa freſca ribeyra de agoa doce em q̃ auia muyta quantidade de mugẽs, & truitas, & roballos, eſtaua hũa terrecena ou caſa grande, q̃ parecia ſer templo daquella aldea, a qual eſtaua toda cheya de doentes, & feridos que Coja Acem aly tinha em cura, entre os quais auia algũs Mouros parentes ſeus, & outros tambem honrados q̃ elle trazia a ſoldo, q̃ por todos eraõ nouenta & ſeis, eſtes em vendo Antonio de Faria, derão hũa grande grita como que lhe pedião miſericordia, a qual elle então não quiz vſar com elles, dãdo por razão que ſe não podia dar vida a quem tantos Chriſtãos tinha mortos, & mãdandolhe por o fogo por ſeis ou ſete partes, como a caſa era de madeyra breada & cuberta de foolha de palmeyra ſeca, ardeo de maneyra, que foy hũa eſpantoſa couſa de ver, & em parte piadoſa, pela horribilidade dos gritos que os miſeraueis dauão dentro quando a labareda começou de ſe atear por todas as partes: algũs delles ſe quiſeraõ lançar pelas freſtas que a caſa tinha por cima, porem os noſſos, como magoados, os receberaõ de maneyra, que no ar eraõ eſpetados em muytas chuças & lanças. Acabada eſta crueza, tornandoſe Antonio de Faria á praya onde eſtaua o junco q̃ Coja Acem tomara auia vinte & ſeis dias aos Portugueſes de Liampoo, entendeo logo em o lançar ao mar, porque ja neſte tempo eſtaua concertado, & deſpois de ſer na agoa o entregou a ſeus donos, que eraõ Mem Taborda, & Antonio Antiquez, como atras fiz menção. E fazẽdoos pór a mão a ambos num liuro de rezar que tinha na mão, lhes diſſe: Eu em nome deſtes meus irmãos & cõpanheyros aſsi viuos como mortos,
aquem eſte voſſo junco tem cuſtado tantas vidas & tanto ſangue quanto oje viſtes, vos faço eſmola como Chriſtão de tudo, porq̃ Deos noſſo Senhor nola receba por eſſa no ſeu ſanto reyno, & nos queira dar neſta vida perdão de noſſos peccados, & na outra a ſua gloria, como confio que dará a eſtes noſſos irmãos que oje morreraõ como bõs & fieis Chriſtaõs por ſua ſanta fé Catholica; porem vos peço & encomendo muyto, & vos amoeſto por eſte juramento que vos dou que não tomeis mais que a voſſa fazenda ſomente, digo toda a que trazieis de Liãpoo, aſsi voſſa como de partes neſte voſſo junco, porque nem eu vos dou mais, nem he rezão q̃ vós a tomeis, porque faremos ambos niſſo o que não deuemos, eu em vola dar, & vós em a tomardes. Mem Taborda, & Antonio Anriquez, q̃ quiça não eſperauão aquillo delle, ſe lhe lãçaraõ aos peis cos olhos cheyos de agoa, & querendo cõ palauras darlhe as graças pela merce que lhes fazia, o impeto das lagrimas lho impedio de maneyra que ſe tornou aly a renouar hum laſtimoſo & triſte pranto pelos mortos q̃ aly eſtauão ja enterrados, & com a terra que tinhão encima de ſy ainda banhada no ſeu freſco ſangue. Os dous começaraõ logo a entender em cobrarem ſua fazenda, & ſe foraõ por toda a ilha com obra de cinquenta ou ſeſſenta moços q̃ os ſenhores delles lhe empreſtaraõ, a recolher a ſeda molhada q̃ ainda eſtaua a enxugar, de que todas as aruores eſtauão cheyas, a fora mais de duas caſas em que eſtaua a enxuta, & a milhor acondicionada, que como elles tinhão dito, eraõ cem mil taeis de emprego, no qual tinhaõ parte mais de cem homẽs, aſsi dos que ficauão em Liampoo, como de outros q̃ eſtauão em Malaca, a quem ſe ella là mãdaua. E a ſazenda que eſtes dous homẽs ainda recolherão, valeria de cẽ mil cruzados para cima, porque a mais, que podia ſer a terça parte, ſe perdeo na podre, na molhada, na quebrada, & na furtada, de que nunca ſe ſoube parte. Recolhendoſe apos iſto Antonio de Faria para a ſua embarcaçaõ, não entendeo aquelle dia em mais que em viſitar & prouer os feridos, & agaſalhar os ſoldados, por ſer ja quaſi noite, & como ao outro dia foy menham clara ſe foy ao jũco grãde q̃ tinha tomado, o qual eſtaua ainda cheyo dos corpos mortos do dia dantes, & madandoos lançar todos ao mar da maneyra q̃ eſtauão, ſó ao perro do Coja Acem, por ſer mais hõrado, & merecer mais fauſto & cerimonia nas ſuas exequias, mãdou tomar aſsi veſtido & armado como ainda jazia, & feito em quartos o mandou tãbem lançar ao mar, onde a ſepultura q̃ então teue o ſeu corpo, por aſsi o merecer ſua peſſoa, & ſuas obras, foraõ buchos de lagartos, de q̃ andaua grãde quãtidade a bordo do jũco à carniça dos mortos q̃ ſe lãçauão, ao qual Antonio de Faria, em lugar de oração que lhe rezaua pela alma, diſſe, andar muyti eramà para eſſe inferno, onde a voſſa enfuſcada alma agora eſtatà gozando dos

deleites de Mafamede, como ontem com grandes brados pregaueis a eſſoutros caẽs tais como vos. E fazendo logo vir perante ſy todos os eſcrauos, catiuos, aſsi ſaõs como feridos que trazia em ſua companhia, mandou tambem chamar os ſenhores delles, & a todos lhes fez hũa falla de homem bom Chriſtão, como na verdade o era, em que lhes pedio que pelo amor de Deos tiueſſem todos por bem de lhes darem liberdade da maneyra que lho elle tinha prometido antes da peleja, porque elle da ſua fazenda lho ſatisfaria muyto à ſua vontade, a que todos reſponderaõ que pois ſua merce aſsi o auia por bem, elles eraõ muyto contentes, & os auião por forros & liures daquelle dia para ſempre; & diſto ſe fez logo hum aſſento, em que todos aſsinaraõ, porque por então ſe não pode fazer mai; & deſpois em Liampoo lhes deraõ a todos ſuas cartas de alforria. Apos iſto ſe fez inuentayro da fazenda que liquidamente ſe achou, tirando a que ſe deu aos Portugueſes, & foy aualiada em cento & trinta mil taeis em prata de Iapaõ, & fazendas limpas, como foraõ, citins, damaſcos, ſeda, retròs, tafetàs, almizcre, & porcelanas de barça muyto finas, porque então ſe não fez receita do mais que eſte Coſſayro tinha roubado por toda aquella coſta de Sumbor atè o Fucheo, onde auia paſſante de hum anno que continuaua.