Tao Te Ching/XXXVIII

Wikisource, a biblioteca livre
< Tao Te Ching
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tao Te Ching por Lao Tzu
Capítulo XXXVIII


A virtude superior não se ostenta virtude
Por isto tem virtude.

A virtude inferior não larga a virtude
Por isto não tem virtude.

A virtude superior não age
E por isto não deixa de agir.

A virtude inferior não age
E por isto deixa de agir.

Quando a moralidade atua e ninguém reage
Ela então atua com grande provocação.

Portanto:

Perdendo-se o Tao, eis a virtude;
Perdendo-se a virtude, eis o amor humano;
Perdendo-se o amor humano, eis a justiça;
Perdendo-se a justiça, eis a moralidade.

A moralidade reduz a fé e a fidelidade;
Sendo a origem de toda desordem.

O saber prematuro é mera aparência do Tao
E o começo de toda loucura.

Por isto o homem maduro:
Atem-se ao real e não à aparência;
Atem-se ao palpável e não ao impalpável;
Afasta o ali e agarra o aqui.