Tradução Brasileira da Bíblia/Êxodo/XXVI

Wikisource, a biblioteca livre
< Tradução Brasileira da Bíblia‎ | Êxodo
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Êxodo - Capítulo XXVI
por Vários


  1. Farás o tabernáculo que terá dez cortinas; de linho retorcido, estofo azul, púrpura e escarlata com querubins as farás de obra de desenhista.
  2. O comprimento de cada cortina será de vinte e oito cúbitos, e a largura de quatro cúbitos; todas as cortinas serão da mesma medida.
  3. Cinco cortinas serão enlaçadas umas às outras; e as outras cinco da mesma maneira.
  4. Farás laçadas de estofo azul na orla da cortina extrema do primeiro agrupamento; e da mesma maneira farás na orla da cortina na extrema do segundo agrupamento.
  5. Cinqüenta laçadas farás numa cortina, e cinqüenta na outra cortina no extremo do segundo agrupamento; as laçadas serão contrapostas uma à outra.
  6. Farás cinqüenta colchetes de ouro, e prenderás com os colchetes as cortinas, uma à outra; e o tabernáculo virá a ser um todo.

  7. Farás também de pêlos de cabras onze cortinas para servirem de tenda sobre o tabernáculo; de onze cortinas as farás.
  8. O comprimento de cada cortina será de trinta cúbitos, e a largura de quatro cúbitos; as onze cortinas terão a mesma medida.
  9. Ajuntarás à parte cinco cortinas entre si, e da mesma maneira seis cortinas, e dobrarás a sexta cortina parte dianteira da tenda.
  10. Farás cinqüenta laçadas na orla da cortina extrema do primeiro agrupamento, e cinqüenta laçadas na orla da cortina extrema do segundo agrupamento.
  11. Farás também cinqüenta colchetes de cobre e meterás os colchetes nas laçadas, e ajuntarás a tenda, para que venha a ser um todo.
  12. O resto que sobejar das cortinas da tenda, a saber, a meia cortina que sobejar, penderá às costas do tabernáculo.
  13. O cúbito dum lado, e o cúbito doutro lado, do que sobejar no comprimento das cortinas da tenda, penderão dum e doutro lado do tabernáculo para o cobrir.
  14. Farás de peles de carneiros tintas de vermelho também uma coberta para a tenda, e por cima desta uma coberta de peles de animais marinhos.

  15. Farás também de madeira de acácia as peças para o tabernáculo, que serão colocadas verticalmente.
  16. De dez cúbitos será o comprimento de uma peça, e cada uma terá um cúbito e meio de largura.
  17. Em cada peça haverá duas couceiras, unidas uma à outra; assim farás com todas as peças do tabernáculo.
  18. Fazendo as peças para o tabernáculo, farás vinte para o lado meridional que olha para o sul.
  19. Farás quarenta bases de prata para se pôr debaixo das vinte peças; duas bases debaixo de uma peça, de maneira que correspondam às duas couceiras dela, e igualmente duas bases debaixo duma outra peça.
  20. Para o segundo lado do tabernáculo, da banda do norte, farás vinte peças,
  21. com as suas quarenta bases de prata; duas bases debaixo de uma peça, e duas bases debaixo de outra peça.
  22. Para o lado posterior do tabernáculo que olha para o ocidente farás seis peças.
  23. Farás também duas peças para os cantos do tabernáculo na parte posterior.
  24. Por baixo serão reforçadas uma pela outra, e do mesmo modo em cima até a primeira argola: assim se fará com as duas peças; elas serão para os dois cantos.
  25. Haverá oito peças com as suas bases de prata, dezesseis bases; duas bases debaixo duma peça e duas bases debaixo doutra peça.
  26. Travessas farás de madeira de acácia; cinco para as peças dum lado do tabernáculo,
  27. cinco para as peças do outro lado do tabernáculo e cinco para as peças do tabernáculo ao lado posterior que olha para o ocidente.
  28. A travessa do meio passará ao meio das peças de uma extremidade à outra.
  29. Cobrirás de ouro as peças, e de ouro farás as suas argolas, pelas quais hão de passar as travessas; e cobrirás também de ouro as travessas.
  30. Levantarás o tabernáculo conforme o modelo que te foi mostrado no monte.

  31. Farás também um véu de estofo azul, púrpura, escarlata e linho fino retorcido; com querubins, obra de desenhista, se fará.
  32. Suspendê-lo-ás sobre quatro colunas de madeira de acácia, cobertas de ouro; os seus colchetes serão de ouro, sobre quatro bases de prata.
  33. Pendurarás o véu por baixo dos colchetes, e trarás para lá, para dentro do véu, a arca do testemunho; o véu vos fará separação entre o santo lugar e o santo dos santos.
  34. Porás o propiciatório sobre a arca do testemunho no santo dos santos.
  35. Colocarás a mesa fora do véu, e defronte da mesa o candeeiro ao lado do tabernáculo que olha para o sul; e porás a mesa ao lado do norte.
  36. Também para a porta da Tenda farás um anteparo, de estofo azul, púrpura e escarlata, obra de bordador.
  37. Para o anteparo farás cinco colunas de madeira de acácia, e as cobrirás de ouro; os seus colchetes serão de ouro, e para elas fundirás cinco bases de cobre.