Tradução Brasileira da Bíblia/Colossenses/II

Wikisource, a biblioteca livre
< Tradução Brasileira da Bíblia‎ | Colossenses
Ir para: navegação, pesquisa
Colossenses - Capítulo II
por Vários


  1. Pois quero que saibais quão grandemente me esforço por vós e pelos que estão em Laodicéia e por quantos não têm visto o meu rosto em carne,
  2. para que os seus corações sejam confortados, estando unidos em amor e para conseguir todas as riquezas da plena certeza do entendimento, para reconhecerem o mistério de Deus, Cristo,
  3. no qual existem escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.

  4. Digo isto para que ninguém vos engane com palavras persuasivas.
  5. Pois embora eu esteja ausente na carne, estou, contudo, presente convosco no espírito, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.
  6. Como, portanto, recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim nele andai,
  7. arraigados e edificados nele e confirmados na vossa fé, como fostes ensinados, abundando em ações de graças.
  8. Cuidai que não haja ninguém que vos faça de vós presa sua por meio da sua filosofia e vão engano, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.
  9. Pois nele habita corporalmente toda a plenitude da Divindade,
  10. e estais cheios nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade,
  11. no qual também fostes circuncidados com a circuncisão não feita por mãos no despir do corpo da carne, a saber, na circuncisão de Cristo,
  12. tendo sido sepultados juntamente com ele no batismo, no qual fostes também ressuscitados por meio da vossa fé na operação de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.

  13. A vós, estando mortos pelos vossos delitos e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, tendo-nos perdoado todos os nossos delitos;
  14. tendo cancelado o escrito de dívida que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o inteiramente, cravando-o na cruz;
  15. e tendo despojado os principados e potestades, os exibiu abertamente, triunfando deles na mesma cruz.

  16. Ninguém, portanto, vos julgue pelo comer, nem pelo beber, nem a respeito de um dia de festa, ou de lua nova ou de sábado,
  17. as quais coisas são sombras das vindouras, mas o corpo é de Cristo.
  18. Ninguém à sua vontade vos tire o vosso prêmio com humildade e culto aos anjos, firmando-se nas coisas que tem visto, inchado vãmente pelo seu entendimento carnal,
  19. e não retendo a cabeça de quem todo o corpo, suprido e unido por meio das juntas e ligamentos, cresce com o crescimento de Deus.
  20. Se morrestes com Cristo aos rudimentos do mundo, porque, como se vivendo no mundo, vos sujeitais a ordenanças:
  21. Não manuseies, nem proves, nem toques
  22. (as quais coisas são todas para destruição pelo uso), conforme os mandamentos e doutrinas dos homens?
  23. Elas têm sem dúvida certa aparência de sabedoria em culto voluntário e humildade e severidade para com o corpo; mas não têm valor algum e só servem para satisfazer a carne.