Tradução Brasileira da Bíblia/II Crônicas/XV

Wikisource, a biblioteca livre
< Tradução Brasileira da Bíblia‎ | II Crônicas
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
II Crônicas - Capítulo XV
por Vários


  1. Veio o espírito de Deus sobre Azarias, filho de Obede,
  2. que saiu ao encontro de Asa e lhe disse: Ouve-me, Asa e todo o Judá e Benjamim: Jeová está convosco, enquanto estais com ele; se o buscardes, achá-lo-eis; mas se o deixardes, ele vos deixará.
  3. Ora, por muito tempo Israel tem estado sem o verdadeiro Deus, e sem sacerdote que o ensine, e sem lei;
  4. quando, porém, na sua angústia voltaram para Jeová, Deus de Israel, e o buscaram, deles foi achado.
  5. Naqueles tempos não havia paz nem para os que saíam nem para os que entravam, mas grandes perturbações estavam sobre todos os habitantes das terras.
  6. Pois nação contra nação e cidade contra cidade se despedaçavam, porque Deus os conturbou com toda a advertência.
  7. Vós, porém, esforçai-vos e não sejam remissas as vossas mãos; porque a vossa obra será recompensada.

  8. Tendo Asa ouvido estas palavras, e a profecia do profeta Obede, cobrou ânimo e lançou as abominações fora de toda a terra de Judá e Benjamim e das cidades que tomara da região montanhosa de Efraim; e renovou o altar de Jeová, que estava diante do pórtico de Jeová.
  9. Congregou todo o Judá e Benjamim, e os que peregrinavam no meio deles, de Efraim, de Manassés e de Simeão: e de Israel muitos se aliaram com ele, vendo que Jeová seu Deus era com ele.
  10. Ajuntaram-se em Jerusalém ao terceiro mês, ao décimo quinto ano do reinado de Asa.
  11. Naquele dia ofereceram em sacrifício a Jeová, do despojo que tinham trazido, setecentos bois e sete mil ovelhas.
  12. Entraram numa aliança para buscarem a Jeová, Deus de seus pais, com todo o seu coração e com toda a sua alma;
  13. e para que fosse morto todo aquele que não buscasse a Jeová, Deus de Israel, pequeno ou grande, homem ou mulher.
  14. Prestaram juramento a Jeová em alta voz, e com júbilo, e com trombetas e com buzinas.
  15. Todo o Judá se alegrou deste juramento; porque de todo o seu coração juraram, e com toda a sua vontade o buscaram; e deles foi achado. Jeová deu-lhes descanso ao redor.
  16. Também a Maaca, mãe do rei Asa, ele tirou a dignidade de rainha, porque ela fizera para Aserá uma imagem abominável; e Asa cortou-lhe a imagem, que, feita em pó, queimou junto à torrente de Cedrom.
  17. Os altos, porém, não se tiraram de Israel; contudo o coração de Asa foi perfeito todos os seus dias.
  18. Trouxe para a casa de Deus as coisas que seu pai tinha dedicado, e as que ele mesmo tinha dedicado, a saber, prata, ouro e vasos.
  19. Não houve guerra mais até o trigésimo quinto ano do reinado de Asa.