Tradução Brasileira da Bíblia/I Coríntios/II

Wikisource, a biblioteca livre
< Tradução Brasileira da Bíblia‎ | I Coríntios
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
I Coríntios - Capítulo II
por Vários


  1. Eu, quando fui ter convosco, irmãos, fui não com excelência de palavras ou de sabedoria anunciando-vos o testemunho de Deus.
  2. Pois resolvi não saber coisa alguma entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
  3. Eu estive entre vós em fraqueza, em temor e em grande tremor;
  4. e o meu ensino e a minha pregação não foram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e do poder,
  5. para que a vossa fé não se baseie na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.

  6. Entretanto falamos sabedoria entre os perfeitos, porém não a sabedoria deste mundo, nem a dos poderosos deste mundo, que estão sendo reduzidos a nada;
  7. pelo contrário falamos a sabedoria de Deus em mistério, sim a sabedoria que esteve oculta, a qual Deus predeterminou antes dos séculos para a nossa glória;
  8. a qual nenhum dos poderosos deste mundo conheceu, pois se a tivessem conhecido, não teriam crucificado o Senhor da glória;
  9. mas como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não entraram no coração do homem, Tudo quanto preparou Deus para os que o amam.
  10. Pois Deus no-las revelou a nós pelo Espírito; porque o Espírito tudo esquadrinha, até as coisas profundas de Deus.
  11. Qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? assim também as coisas de Deus ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus.
  12. Nós não recebemos o espírito do mundo, mas sim o espírito que vem de Deus, para que saibamos as coisas que por Deus nos foram dadas gratuitamente;
  13. as quais também anunciamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, combinando coisas espirituais com espirituais.
  14. O homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, pois para ele são loucura; não as pode conhecer, porque são julgadas espiritualmente.
  15. Porém o homem espiritual julga todas as coisas, e ele não é julgado por ninguém.
  16. Pois quem conheceu a mente do Senhor, para que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo.