Wikisource:Construir/Textos em outros idiomas e novos namespaces

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Textos em outros idiomas e novos namespaces

Resumo: Permitir certos textos em outros idiomas que não o português no Wikisource lusófono e criar dois novos espaços nominais/domínios.

Conversando dias atrás pelo IRC com o Giro720, ele acabou expondo um dos pequenos transtornos e dificuldades que temos com autores que escrevem em mais de um idioma e o fato de cada idioma ter sua própria wiki. Em alguns casos, textos inteiros de certos autores publicados como parte de outras obras tem de ser remetidos a outro Wikisource. Nenhum problema até aí, todos wikisources tem algo em comum e até hoje não foi apresentada nenhuma objeção até onde sei em nenhum deles quanto a isso. Mas, por motivos técnicos, temos no mínimo um transtorno: não temos como gerar versões para impressão de obras que possuam "sub-obras" em outros idiomas que tiveram de ser colocadas em outros wikisources.

  • Exemplos:
    1. Música do Parnaso, com 68 textos no es.wikisource;
    2. O Livro Derradeiro, com um derradeiro poema no fr.wikisource;
    3. (há mais dois casos de um outro poema tendo de ser remetido a outro local que agora não me lembro).
  • Solução que encontramos: aceitar tais textos por aqui. Mas, para não sobrecarregar desnecessariamente nossas estatísticas e deixar claro que se trata de um regime de exceção, os colocar em um espaço nominal/domínio específico.
    • O domínio sugerido, a ser criado, foi Anexo: (sim, mais um domínio e em um termo genérico que propicia mais usos. Veja mais ao fim como proponho que ele seja organizado). O texto original de autor lusófono mas escrito em outro idioma ficaria como [[Anexo:Nome original]], versões traduzidas por nós ou por outras pessoas e que estejam de acordo com nossa política de direitos autorais em [[Nome da Obra]].
    • As obras em outros idiomas continuariam a ser inseridas em outros wikisources, apesar de também estarem por aqui na forma de anexo. Provavelmente seja interessante tal domínio ou ter uma cor de fundo diferente de branco ou azul ou ter uma predefinição no topo de tais páginas, para deixar claro que é uma exceção que foi feita.
    • Livros escritos por autores lusófonos completamente em outros idiomas continuariam a ser adicionados apenas em outros wikisources. Pequenos poemas ou textos em prosa, publicados/escritos individualmente, poderiam ser colocados como anexo, para o caso de serem geradas versões para impressão de um grupo considerável de tais obras de menor tamanho de um determinado autor.

E, aproveitando que estamos falando em coisas de outro idioma e novos espaço nominais/domínios, ser criado um domínio a abrigar todas as traduções colaborativas não finalizadas. Isso resolveria também o impasse de termos esses pequenos inflacionadores de estatísticas sem termos de eliminar a estruturação e trabalho iniciado por outros. Problema: qual termo a usar? Em Tradução: ou Traduzindo:? Prefiro o segundo, me soa mais intuitivo.

Com isso e mais algumas idéias que eu tive, além do que é listado em Wikisource:Espaços nominais, as páginas no Wikisource lusófono seriam origanizadas da seguinte forma:

Nome do domínio Descrição Justificativa
Anexo
  1. Obras de autores lusófonos escritas originalmente em outros idiomas, desde que sejam parte integrante de obras mais extensas ou sejam pequenos textos em verso ou prosa individuais;
  2. Listagem alternativa à das minibiografias;
  3. Acomodação das WS:IMP versões para impressão, no formato [[Anexo:Imprimir/obra]];
  1. Pelo que foi falado acima
  2. Os vestibulandos não precisam saber que O Alienista não é um livro, mas sim um conto, publicado como parte de Papéis avulsos. Assim, poderemos ter índices como as coletâneas impressas tem: Anexo:Lista de contos escritos por Machado de Assis por ordem alfabética, Anexo:Lista de poemas de Fernando Pessoa por primeiro verso etc.
  3. Descongestionamento das estatísticas do domínio principal (não são obras propriamente ditas, mas índices que puxam as demais como se fossem predefinições). Baseado nos dados de hoje, isso representaria uma queda de 136 páginas.
Em Tradução / Traduzindo

(a definir nesta discussão)

Páginas das obras que estejam sendo traduzidas pela comunidade do Wikisource. Pelo que foi falado acima. Baseado nos dados de hoje ([1] e [2] menos os redirects e somado com [3]), isso representaria uma queda de 48 páginas.

O que acham disso tudo e qual a opinião de vocês sobre o nome do domínio das traduções em curso? Lugusto 03h45min de 22 de Outubro de 2007 (UTC)

O novo domínio anexo, além de auxiliar nos textos escritos em língua estrangeira por autores lusófonos, elimina a necessidade de criação de pseudo-portais para incluir listas (Portal:Trovadorismo e Portal:Holodomor). Já em relação ao domínio de traduções, prefiro "Em Tradução", que ao meu ver é mais auto-explicativo sobre objetivo do próprio domínio. Giro720 22h28min de 22 de Outubro de 2007 (UTC)

Estou com o Giro. Prefiro Em tradução. Mateus Hidalgo diga! 18h58min de 26 de Outubro de 2007 (UTC)

Pedi em bugzilla:11805 a criação dos dois (o de traduções como "Em Tradução", já que além de ser o em uso atualmente acabei sendo do contra nessa). Lugusto 01h12min de 29 de Outubro de 2007 (UTC)