O Livro de Esopo/O lobo, o bode e a raposa

Wikisource, a biblioteca livre
< O Livro de Esopo
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Livro de Esopo por Esopo
XXXII - O lobo, o bode e a raposa
Transcrição e Notas de Leite de Vasconcelos. Vid. também O Lobo e a Rapoza, traduzida por Manuel Mendes da Vidigueira.


XXXII. [O lobo, o bode e a raposa]

       [Fl. 23-r.][P]om este poeta emxemplo, e diz que hũu lobo furtou hũu bode e leuou-ho a hũu gram ssiluado e aly o comia a sseu gram ssabor. E a rraposa, que tudo esto muy bem vio, foi-sse pera elle e ssaudou-ho e disse:

— Deus[1] te mamtenha, meu compadre! Gram tempo faz que eu nom vos vy! Prazer-m’-ia de me rrazoar e ffalar hũu pouco comvosco cousas que me muyto comprem.

Ho lobo lhe rrespomdeo:

— Tu, ffalssa comadre, me cuydas d’enganar com tuas doçes palauras, por comeres comiguo d’este cabram muy ssaborido! Por çerto d’esta uez tu nom me emguanarás!

A rraposa, veendo que o nom podia emganar, ffoy-sse ao que guardaua o gaado, e acusou o lobo, dizemdo aquelle lugar onde[2] acharia o lobo que lhe ffurtára o bode e lh’o jazia hi comendo. Ho guardador do gaado ffoy e achou o lobo no sylluado, assy como a rraposa lhe dissera, e matou-ho.

A rraposa foy pera comer a carne do cabrom que ficaua do lobo, e ho pastor a matou.

E per esta guysa morreo o lobo e a rraposa.





Este poeta, queremdo-nos amaestrar, pom este emxemplo ssuso dicto, e diz que nós [nom][3] deuemos viuer de rrapina, porque aquell que de rrapina viue, muytas vezes lhe aconteçe que perde o corpo. Diz ajmda que muytos perdem o corpo pollo dapno /       [Fl. 23-v.] d’outrem. Diz ajmda mays, que ho homem que ffaz furto he perdido, e pello comtrayro aquell que per sseu trabalho uyue he ssaluo, porque per nosso trabalho mandou Deus[4] que viuessemos, e ssaluariamos nossas almas.

Notas[editar]

  1. No ms. Des (abreviatura). Mas na fab. XI, Deus por extenso.
  2. No ms. está o riscado junto de acharia.
  3. No ms. falta nom. Podia tambem suppor-se que está nos por nom, mas é mais conforme com o estylo do auctor que estivesse nos nom.
  4. No ms. Des (abreviatura). Vid. uma das notas antecedentes.