Tradução Brasileira da Bíblia/Salmos/XXXVII

Wikisource, a biblioteca livre
< Tradução Brasileira da Bíblia‎ | Salmos
Ir para: navegação, pesquisa
Salmos - Salmo XXXVII
por Vários


  1. Não te indignes por causa dos malfeitores, Nem tenhas inveja dos que obram a iniqüidade.
  2. Pois cedo serão ceifados como a relva, E murcharão como a erva verde.
  3. Confia em Jeová e faze o bem; Habita na terra, e segue a fidelidade.
  4. Assim te deleitarás em Jeová; E ele concederá os desejos do teu coração.
  5. Entrega a Jeová o teu caminho; Põe também nele a confiança, ele fará,
  6. Sim ele fará sair como a luz a tua retidão. E como o meio dia o teu direito.

  7. Descansa em Jeová e com paciência espera por ele; Não te enfades por causa daquele que prospera no seu caminho, Por causa do homem que executa maus desígnios.
  8. Deixa a ira e abandona o furor; Não te enfades, isso só leva à pratica do mal.
  9. Pois serão exterminados os malfeitores, Mas os que esperam por Jeová, esses herdarão a terra.
  10. Ainda um pouco de tempo, e não existirá o iníquo; Poderás observar diligentemente o seu lugar, ele já não é.
  11. Mas os mansos herdarão a terra, E se deleitarão na abundância de paz.
  12. O iníquo urde tramas contra o justo, E contra ele range os dentes.
  13. Dele se rirá o Senhor, Pois vê que se está aproximando o seu dia.
  14. Desembainham a espada os iníquos, e armam o arco, Para derrubarem o aflito e o necessitado, Para matarem aqueles cujo caminho é reto.
  15. A sua espada lhes entrará no coração, E os seus arcos serão quebrados.
  16. Mais vale o pouco que o justo tem Do que a abundância de muitos iníquos.
  17. Pois os braços dos iníquos serão quebrados, Mas Jeová sustém os justos.
  18. Jeová conhece os dias dos íntegros, E a herança deles permanecerá para sempre.
  19. Não serão envergonhados no tempo do mal, E nos dias da fome serão fartos.
  20. Os iníquos, porém, perecerão, E os inimigos de Jeová serão como as mais belas pastagens: Eles se desfarão; em fumaça se desfarão.

  21. O iníquo toma emprestado, e não paga; Mas o justo se compadece e dá.
  22. Pois os que por ele são abençoados, herdarão a terra; Mas os que por ele são amaldiçoados, serão exterminados.
  23. Por Jeová são firmados os passos do homem, Em cujo caminho se deleita.
  24. Ainda que caia, não ficará prostrado; Pois Jeová lhe segura a mão.
  25. Fui mancebo, e já sou velho; Não vi ainda o justo abandonado, Nem a sua descendência mendigando o pão.
  26. Compadece-se o dia todo e empresta, E a sua descendência é abençoada.
  27. Desvia-te do mal, e faze o bem; Assim possuirás para sempre a tua morada.
  28. Pois Jeová ama a justiça, E não desampara os seus santos. Eles serão preservados para sempre, Mas a descendência dos iníquos será exterminada.
  29. Os justos herdarão a terra, E nela habitarão para sempre.
  30. A boca do justo profere a sabedoria, E a sua língua fala o juízo.
  31. A lei do seu Deus está no seu coração; Não resvalarão os seus passos.
  32. O iníquo espreita ao justo, E busca tirar-lhe a vida.
  33. Jeová não o deixará ao seu dispor, Nem o condenará, quando for julgado.

  34. Espera em Jeová, e segue o seu caminho, E ele te exaltará para herdares a terra. Quando os iníquos forem exterminados, tu o verás.
  35. Vi o iníquo cheio de prepotência, E espalhando-se como a árvore verde na terra natal.
  36. Mas passei, e eis que desaparecera; Procurei-o, mas ele não pôde ser encontrado.
  37. Nota o homem perfeito, considera o reto; Porque há para o homem de paz um porvir.
  38. Quanto aos transgressores, serão a uma destruídos; A posteridade dos iníquos será exterminada.
  39. Mas a salvação dos justos vem de Jeová; Ele é a sua fortaleza, no tempo da tribulação.
  40. Jeová ajuda-os e livra-os; Livra-os dos iníquos e salva-os, Porque nele se refugiaram.