Não queiras, Lídia, construir no spaço

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Não queiras, Lídia, construir no spaço)
por Ricardo Reis
Variante em manuscrito de texto publicado por Fernando Pessoa na primeira edição da revista Athena, outubro de 1924, p. 19-24.
HSArchive.svg O Wikisource possui mais edições deste texto


Não queiras, Lídia, construir no spaço
Que tu te crês futuro, ou prometer-te
   Esta ou aquela vida.
   Tu-própria és tua vida.
Sonha teus sonhos onde os sonhos vivem.
 
Não te destines. Não te dês futura.
Cumpre hoje, e a gestal taça gasta
   Ínscia da que se segue
   E inda vazia enches.
 
Quem sabe se entre a taça que tu bebes
E a que queres que siga não te a Sorte
   Não interpõe, sábia,
   Toda u