Odes, Livro Primeiro

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Odes, Livro Primeiro
por Ricardo Reis
Fernando Pessoa jamais chegou a concluir seus esboços para os planejados cinco livros de Odes que seriam atribuídas a seu heterônimo Ricardo Reis. Manuela Parreira da Silva [1], no entanto, defende que os vinte poemas que o autor chegou a publicar na revista Athena refere-se ao "(...) primeiro [volume], e único efetivamente acabado, [que] forma, portanto, um conjunto, e como tal deve ser preservado."
HSArchive.svg O Wikisource possui mais edições deste texto


  1. Seguro assento na coluna firme
  2. As rosas amo dos jardins de Adónis
  3. O mar jaz; gemem em segredo os ventos
  4. Não consentem os deuses mais que a vida
  5. Como se cada beijo
  6. O ritmo antigo que há em pés descalços
  7. Ponho na altiva mente o fixo esforço
  8. Quão breve tempo é a mais longa vida
  9. Coroai-me de rosas
  10. Melhor destino que o de conhecer-se
  11. Temo, Lídia, o destino. Nada é certo
  12. A flor que és, não a que dás, eu quero
  13. Olho os campos, Neera
  14. De novo traz as aparentes novas
  15. Este, seu scasso campo ora lavrando
  16. Tuas, não minhas, teço estas grinaldas
  17. Não queiras, Lídia, edificar no spaço
  18. Saudoso já deste verão que vejo
  19. Prazer, mas devagar
  20. Cuidas, ínvio, que cumpres, apertando

Notas[editar]

  1. SILVA, Manuela Parreira da (Org.). Poesia completa de Ricardo Reis. São Paulo: Companhia de Bolso, 2007.