O ritmo antigo que há nos pés descalços

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa
(O ritmo antigo que há nos pés descalços)
por Ricardo Reis
Variante em manuscrito de texto publicado por Fernando Pessoa na primeira edição da revista Athena, outubro de 1924, p. 19-24.
HSArchive.svg O Wikisource possui mais edições deste texto


O ritmo antigo que há nos pés descalços
Esse ritmo das ninfas copiado
   Quando sob arvoredos
   Batem o som da dança —
 
Pelas praias às vezes, quando brincam
Ante onde a Apolo se Neptuno alia
   As crianças maiores,
   Tem semelhanças breves
 
Com versos já longínquos em que Horácio
Ou mais clássicos gregos aceitavam
   A vida por dos deuses
   Sem mais preces que a vida.
 
Por isso à beira deste mar, donzelas,
Conduzi vossa dança ao som de risos
   Soberbamente gregas
   Pelos pés nus e a dança
 
Enquanto sobre vós arqueia Apolo
Como um ramo alto o azul e a luz da hora
   E há o rito primitivo
   Do mar lavando as costas.
 
9-8-1914