Teu carinho, que é fingido

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Teu carinho, que é fingido)
por Fernando Pessoa
Quadra escrita por Fernando Pessoa. Agrupada postumamente (em 1965) como Quadras ao Gosto Popular.[*]

Teu carinho, que é fingido,
Dá-me o prazer de saber
Que inda não tens esquecido
O que o fingir tem de ser.