Dicionário de Cultura Básica/Michelangelo

Wikisource, a biblioteca livre
< Dicionário de Cultura Básica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dicionário de Cultura Básica por Salvatore D’ Onofrio
Michelangelo


MICHELANGELO (escultor e arquiteto italiano) → Renascimento

O gênio é a paciência eterna

Michelangelo Buonarroti (1475–1564) é considerado o maior escultor de todos os tempos, tendo sido também um ótimo pintor (teto da Capela Sistina, decorada com temas do Velho Testamento) e arquiteto (esboços para a Basílica de São Pedro). Sua arte compõe uma síntese da estética religiosa da Idade Média (a Pietà, imagem da Virgem Maria segurando Cristo morto no colo, que se encontra na igreja de São Pedro, em Roma) e dos ideais clássicos do Renascimento italiano: a estátua nua do herói bíblico Davi que, do Museu da Academia de Florença, passou a adornar a Praça da Senhoria. No dia oito de setembro de 2004, a estátua completou 500 anos de existência artística, comemorados em grande estilo, após um delicado processo de limpeza. Michelangelo trabalhou na Florença governada pela família dos Médici e na corte papal em Roma. Além das obras citadas, anotamos outros trabalhos famosos do grande artista italiano: Moisés, na igreja de S.Pietro in Vincoli, em Roma; as alegorias Noite, Dia, Crepúsculo e Aurora, nos túmulos dos Medici em Florença. Junto com Leonardo da Vinci, é o maior gênio da Renascença européia, tendo um sentimento agudo da antinomia entre a carne e o espírito e buscando sublimar a miséria humana na busca da perfeição artística.