Utilizador Discussão:The Obento Musubi

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Bem-vindo(a) ao Wikisource, The Obento Musubi!

Caro(a) The Obento Musubi, bem-vindo(a) ao Wikisource! Obrigado pelo seu regist(r)o e por sua futura influência nesta biblioteca on-line. Esperamos que você tenha boas relações com os outros usuários. Estamos orgulhosos de termos você em nossa comunidade! Aqui estão alguns links, para que você possa conhecer melhor o nosso projeto e contribuir da forma que preferir:

Como editar uma página Utilizando predefinições
Páginas de autores Comprimento da página
Editores de texto
Informações de Copyright Materiais em domínio público

Informações adicionais:

Boa estadia e bom trabalho!

@lestaty discuţie 06h48min de 21 de Abril de 2010 (UTC)

Re: Muito obrigado![editar]

Olá,

Sua escrita da língua portuguesa é praticamente perfeita. Parabéns!

A questão das grafias ainda é algo em aberto no Wikisource em português. O recurso de usar digitalizações para acompanhar o hipertexto de um livro não desperta essas questões em wikis de outros idiomas por eles não terem passado por tantas reformas ortográficas recentes quanto a língua portuguesa passou. E, como este wiki é consideravelmente menor, acaba não surgindo muita oportunidade para debater o assunto.

Como há a tendência de comparar desempenho de qualidade pelas páginas acompanharem digitalizações ou não (tal como nesta ferramenta), eu e outros usuários andamos associando as wikipáginas em grafia contemporânea com as digitalizações em grafias antigas através de uma ferramenta semi-automatizada que foi desenvolvida originalmente pra outro fim. O livro que você anda trabalhando é um desses casos.

Uma forma possível é fazer exatamente o que você começou a fazer (arcaizar os termos) e simplesmente deixar o texto com a grafia arcaizada. Um caminho complementar a esse seria, nas wikipáginas, adicionar a {{modernização automática}} (como em Vão as serenas ágoas), e ir alimentando os glossários da Wikisource:Modernização (Wikisource:Modernização/Dicionário).

Existem outros caminhos possíveis ainda, inclusive um mais trabalhoso: com a mesma digitalização de uma obra, termos em separado um conjunto completo seguindo a grafia antiga da digitalização e, com o uso de um hack simples, um conjunto de páginas seguindo a grafia contemporânea. Mas que, exatamente por ser um hack e não um recurso com efeito desenvolvido para tal fim, poderia deixar de funcionar a qualquer momento.

Já da parte dos cabeçalhos, isso se deve a um recurso um pouco escondido da ferramenta que faz a mágica com as digitalizações. Na tela de edição de uma subpágina de livro (como a Página:A Bella Madame Vargas.djvu/31, por exemplo), procure pela expressão Instrumentos de revisão e clique nela. Na linha da barra de ferramentas que surgir, em Outros, clique no ícone que se parece com um [ + ]. Surgirão duas linhas adicionais, de cabeçalho e rodapé para elementos do livro impresso que não deverão aparecer quando a wikipágina "chamar" o texto corrigido da digitalização. É possível selecionar para sempre exibir por padrão essas duas linhas, indo nesta seção das suas preferências de usuário e selecionando a opção Layout horizontal ao editar no espaço nominal Página (alternações pontuais ainda serão possíveis no momento da edição: Instrumentos de revisão » botão Orientação vertical ou horizontal).

Logo mais responderei seu tópico na Esplanada. Qualquer dúvida, basta voltar a me escrever. Lugusto 03h36min de 6 de abril de 2015 (UTC)

Olá, Lugusto! Obrigado pela resposta. Você é talvez @ usuári@ mais simpátic@ que tenho conhecido em Wiki. As suas instruções me ajudaram muito—obrigado! Eu vou adicionar os cabeçalhos depois de terminar o livro A Bella Madame Vargas. Mantenhámo-nos em contato! The Obento Musubi (discussão) 03h44min de 6 de abril de 2015 (UTC)

Re: Um pouco de ajuda :)[editar]

Olá,

Tenho gostado bastante de suas alterações, estão muito boas.

Vou ver o que consigo com a página principal por esses dias. As collapsible passaram por algumas alterações desde a última vez que havia mexido mais a fundo, mudando inclusive algumas coisas em predefinições como a {{categoria-autor}}, aproveito e já estudo ela para esses casos também.

A primeira edição da revisão do mês foi um sucesso, mas a segunda foi seu exato oposto. Deve ter pesado bastante o fato de a segunda não ter um tema apelativo como a primeira (que foi uma data comemorativa) e a qualidade da digitalização ter deixado bastante a desejar. Se tiver alguma idéia para tentar re-avivar esse projeto, fique à vontade. Só acho interessante elas começarem sempre após algum tempo para acertar os detalhes, que daí há tempo inclusive de divulgar na Wikipédia, na fanpage do facebook etc. Lugusto 03h01min de 14 de abril de 2015 (UTC)

Re: Obrigado![editar]

De nada ou, como vocês falam em inglês, no problem =) . Eu quem agradeço pelo seu empenho em modernizar o visual do pt.Wikisource.

Como a {{ficha}} é uma predefinição delicada, transcluída em mais da metade do Wikisource, recomendo que você rascunhe alterações à ela antes em alguma subpágina (ou sua, ou em {{ficha/teste}} ou coisa assim), para o caso de discordarmos em alguma alteração.

Aproveitando: eu reverti aquelas suas alterações no campo notas= da {{navegar}} e em algumas predefinições auxiliares porque causaria problemas colaterais diversos em algumas páginas. Como na Turba esfaimada, multidão canina, que tem um campo de notas consideravelmente grande. Uma parte considerável dos computadores brasileiros segue entre o WinXP e o Win7, em resoluções de 1024x768, causando inconvenientes diversos se algumas alterações visuais forem aplicadas; no caso específico, o texto do poema em si ficava praticamente escondido na tela, mesmo com o navegador maximizado. Lugusto 00h18min de 23 de abril de 2015 (UTC)

Olá Lugusto (555), obrigado por isso. Eu comprendi dos comentários a sua razão e é bem respeitado. Esse projeto está bem ajudando a aliviar meu stress do trabalho etc. e por isso para mim tem sido bom. Eu mesmo uso Windows 7 às vezes, ainda num MacBook Pro da minha escola. No futuro, vou ter isso em conta. Há alguma coisa com que posso ajudar-te? The Obento Musubi (d · c) 04h24min de 23 de abril de 2015 (UTC)
De momento nada, mas tão logo eu consiga resolver alguns probleminhas para fazer alguns uploads no Wikimedia Commons (erro nos servidores para determinados arquivos), vou precisar da usa ajuda para uma versão local da ca:Plantilla:Novetats-galeria =P Lugusto 21h25min de 23 de abril de 2015 (UTC)
Ahá, tudo bem. Poderei fazê-lo se me dá uma lista de livros recentes. Uma pergunta para você: algo tem passado com um código interno? Os PDFs não funcionam para mim, pero não sei por quê. The Obento Musubi (d · c) 08h04min de 24 de abril de 2015 (UTC)

Re: Perguntas sobre a ortografía em geral[editar]

Eu não consigo ter uma opinião sobre o emprego dos dialetos da língua portuguesa na Wikipédia. Um e outro lado do oceano conseguem se compreender perfeitamente bem e há formas de redigir frases de formas mais ou menos neutras, mas tanto brasileiros quanto portugueses parecem enfatizar os regionalismos na hora de escrever os verbetes/artigos, numa espécie de xenofobia recíproca. Até o acordo ortográfico de 1990 gerou mais xenofobias de ambos os lados, inclusive de acadêmicos. Acabou que em Portugal todos ignoram o AO1990, e no Brasil apenas as editoras/casas publicadoras o segue (com a população em geral, eu inclusive, não vendo sentido em aprender nova grafia para diversas palavras em um acordo que pretendia aproximar as grafias dos dois países mas que um se recusa a aderir).

No Wikisource, como há o compromisso de seguir a grafia das digitalizações, parte considerável desses conflitos acaba se dissipando (apesar de termos textos de autores portugueses na grafia brasileira; mas, com a tendência de os aproximar da grafia das digitalizações, isso tende a se resolver). Para as páginas acessórias (biografias, documentações etc) penso que pode ser seguido um acordo que existia na Wikipédia muitos anos atrás: a grafia segue o padrão nacional do editor que tiver feito contribuições maiores à página (até causava uma rivalidade benéfica: alguns portugueses se viam com a vontade de expandir verbetes/artigos pouco desenvolvidos, para que ele pudesse passar a adotar a grafia de seu país). Como até o momento não houve nenhum português ativo pelo pt.Wikisource, as páginas acabaram indo todas para o dialeto brasileiro. Mas, uma hora ou outra isso também acabará em mudanças.

Já a interface do MediaWiki é outro drama. Ela foi neutra até algum tempo. Mas, nacionalismos de ambos os lados dos oceanos acabaram chegando por lá também. No fim, a interface da pt.Wikipedia acabou ficando toda no novo acordo, mas os demais wikis ficaram no português extremamente nacionalizado por padrão, com quem tiver como descobrir, podendo usar a interface em um português brasileiro que também tem muitas coisas estranhas. Parece que nos ataques de xenofobias se esqueceram que, se era pra ter interface em português europeu, ela deveria ser posta em arquivos pt-pt, não em pt (porque não existe A língua portuguesa, mas AS...) Lugusto 22h51min de 30 de abril de 2015 (UTC)

Yikes… :\ eu não gosto da nacionalidade extrema para nada. Pergunto-me por que não tem nenhum script que cambia a ortografia segundo a ortografia especificada nas preferências de alguém. Foi estranho ver a Wikipédia e tudo era misto ainda tenho português brasileiro nas minhas preferências.
É interessante ser estrangeiro e ver tudo de fora. Sei que na Noruega tem duas ortografias aceitadas: bokmål, que reflete a etimologia danesa; e nynorsk (novo noruego), que reflete a língua falada, particularmente no campo. Para mim é também interessante que o português escrito é a única língua românica que tem desenvolvido desde uma ortografia extremamente etimológica (ou pseudo-etimológica) em uma muito modificada pelos anos. É difícil pela mesma razão que você disse—não existe uma língua portuguesa, nem em escrito nem em fala. Oxalá for um acordo no futuro. Best, The Obento Musubi (d · c) 07h36min de 1 de maio de 2015 (UTC)
A propósito, o tuteio soa pedante no Brasil? Li que às vezes utiliza-se o pronome "tu" com conjugação de terceira pessoa ("tu é", "tu fala") e no sul, os gaúchos ainda dizem "tu" pela influência do espanhol. Como soa uma frase como "Eu te vi ontem quando falastes com o teu professor" para a maioria de brasileiros fora do Rio Grande do Sul? The Obento Musubi (d · c) 07h36min de 1 de maio de 2015 (UTC)
Existem umas coisas bem interessantes quanto ao uso do tu. Para quem não está acostumado, falar tu vais (usar uma expressão onde o tu substitui o você) soa estranho. Dependendo do tom de voz da pessoa, pode soar arrogante, dependendo, pode soar apenas estranho. Mas, usar uma expressão como essa sua, não. Ela não tem o uso explícito do tu. Apenas o tempo verbal (falastes) que chamaria um pouco a atenção da pessoa, mas nada além disso. Depende, claro, do convívio que a pessoa tem com os dialetos e sotaques. Como sou da região metropolitana de São Paulo, estou acostumado a ouvir praticamente todos, então eu iria apenas exclamar pra mim mesmo que é alguém de fora. Lugusto 05h24min de 2 de maio de 2015 (UTC)

(Re: Novetats)[editar]

(Puxando para outro tópico, para não se perder.) Eu tinha visto =)

Penso que para cá a predefinição poderia ser utilizada para convite a trabalharem com as digitalizações. Fiz uma seleção de títulos e até tenho os arquivos já convertidos em DJVU, só preciso me organizar para os enviar (devo fazer isso agora neste feriado; um segue dando problemas ao enviar ao Commons, mas os outros imagino que irão sem problemas).

Um desses seria o Index:Esphinge.djvu, uma sugestão antiga do Edivaldog4. Outro o meu upload desses dias, Index:Jantar imaginado, com sobremeza, café e palitos.djvu. Além desses, enviarei mais seis livros (de poemas e contos, de autores brasileiros e portugueses e um que consegui achar, de um autor africano; ainda não temos nenhuma obra dos países africanos que falam a língua portuguesa, e esse foi um verdadeiro achado). Ou seja, um total inicial de sete títulos. Seriam oito, se o Diccionario do doceiro brazileiro não travasse na hora de enviar... Caso ache interessante um número par, podemos escolher um dos do João do Rio que já estão por aqui mas ainda não foram trabalhados.

Falar nisso, lembrei que em mensagem anterior você disse que estava tendo alguns problemas com os arquivos em PDF. Qual problema era? às vezes posso te ajudar a contorná-lo... ;-) Lugusto 22h51min de 30 de abril de 2015 (UTC)

Felizmente, os problemas desapareceram faz uns dias. Não sei que passou. Eu começarei a trabalhar na predefinição. Obrigado pelas sugestões! The Obento Musubi (d · c) 07h57min de 1 de maio de 2015 (UTC)

Já enviei mais alguns. Para facilitar, listo todos até o momento mais abaixo. Lugusto 06h09min de 2 de maio de 2015 (UTC)

Re: Predefinição {{navegar}}[editar]

Olá,

Agora foi minha vez de demorar um tanto para responder; andei enfrentando problemas de conexão.

Vou fazer alguns testes nos próximos dias. Acho que sei o que aconteceu na predefinição.

Ficaram ótimas as predefinições de formatação. A princípio sou favorável de se adotar algo semelhante à <code>{{Nav}} para as barras de navegação de rodapé (penso que quanto menos dependermos de javascript, melhor), mas ao mesmo tempo me preocupa que adotá-la aumente o trabalho necessário para se editar páginas no Wikisource. Em fr:Le Joueur/XI, por exemplo, é necessário adicionar os parâmetros de páginas anteriores e posteriores duas vezes, tanto na ChapitreNav, quanto na Nav...

Já dos layouts, eu pessoalmente até prefiro o Layout 2, mas também preferiria que ele fosse um recurso exclusivo das páginas com digitalização embebida (até para estimular mais o uso de materiais nessa modalidade). Mas, não reverteria nem reclamaria se alguém o aplicasse em páginas sem digitalizações. Apenas recomendaria que o código não fosse inserido diretamente via HTML em cada página (como é feito na própria fr:Le Joueur/XI), mas via predefinição, inclusive para poder acompanhar de forma fácil quantas e quais páginas recorrem a tal recurso. Algo como uma {{começo de layout}} e {{fim de layout}} (mesmo que essa última contivesse um mero </div>. Lugusto 23h31min de 7 de maio de 2015 (UTC)

Ah, entendo agora. Os layouts foram criados para se aplicar apenas as páginas com fonte digital. Outra solução seria encontrar uma fonte digital e ir de aí. Conteria o {{começo de layout}} <div class="text">?
Concordo com você que menos Javascript é melhor. Por isso seria feliz trabalhar com você para tomar o melhor do nosso projeto e de outros projetos (por exemplo o francês) e criar uma barra de navegação que insira-se uma vez mais é talvez customizable (p.ex. cores) e tem design atualizado. Não sei quando você quiser começar esse projeto mas se precisar de ajuda, senta-se livre de contar comigo! The Obento Musubi (d · c) 16h58min de 8 de maio de 2015 (UTC)

Re: Suas sugestões de tradução[editar]

  • haver vs. ter: Eu pessoalmente escolheria Já fui cantador ambulante, já que o personagem nesse trecho começa a listar as atividades profissionais que veio exercendo. Acho que em tradução importa mais não a fidelidade ao tempo verbal do autor original, mas sim a idéia que ele expressou;
  • ortografia: Como você preferir. Eu traduziria na grafia corrente da língua portuguesa. A questão das diferentes grafias eu deixaria apenas para as digitalizações originais de língua portuguesa. Existem algumas aglutinações em língua portuguesa (como para que muitas vezes vira pra), mas elas não são muito bem aceitas no momento de se escrever, ao contrário de I am e I'm na língua inglesa. Em inglês ambos os casos serão certos, mas em português ocorre alguma coisa estranha que as pessoas não aceitam as aglutinações (talvez excesso de zelo dos linguistas, que confundem língua com leis... ou, o que eu diria no slang de cá, uma baita frescura [1])

Ah, uma sugestão. A página fr:Page:Verne - Le Tour du monde en quatre-vingts jours.djvu/8 é a utilizada no fr.Wikisource para fornecer o trecho em questão. Se preferir, você pode fazer a tradução desse trecho em Página:Verne - Le Tour du monde en quatre-vingts jours.djvu/8, e assim sucessivamente. A Galeria:Verne - Le Tour du monde en quatre-vingts jours.djvu poderia ser criada com base na fr:Livre:Verne - Le Tour du monde en quatre-vingts jours.djvu, se preferir traduzir com as digitalizações do original em francês te servindo de apoio =) . Essa pequena mágica é possível porque a digitalização se encontra no Wikimedia Commons, em c:File:Verne - Le Tour du monde en quatre-vingts jours.djvu. Lugusto 05h31min de 13 de maio de 2015 (UTC)

Ahá, voce é brilhante! Okay, vou fazer isso. Oxalá tudo resulta bem. ;) The Obento Musubi (d · c) 01h17min de 14 de maio de 2015 (UTC)

Re: Obras abertas[editar]

Olá,

De fato, as obras de Paulo Freire estão protegidas ainda por um bom tempo. As licenças dos materiais sobre Paulo Freire precisariam ser analisadas caso a caso, já que os repositórios costumam ser bastante caóticos quanto a isso (alguns falam que material está em Creative Commons, mas sem especificar qual combinação e versão; outros apresentam o ícone equivalente a CC-BY em uma parte, mas em outra possuem link para CC-NC-ND; outros nem informam nada). Lugusto 04h45min de 22 de junho de 2015 (UTC)