Lira dos Vinte Anos

Wikisource, a biblioteca livre

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lira dos Vinte Anos
por Álvares de Azevedo
Livro de poesias publicado postumamente, atingindo a formação normalmente usada em edições atuais apenas em 1942. O sumário a seguir representa a organização dada por Domingos Jaci Monteiro em 1862.

Comentários[editar]

Domingos Jaci Monteiro
nas Obras de Manoel Antonio Alvares de Azevedo de 1862

A essa collecçâo de poesias, que no começo comprehendia sómente a primeira, déra o auctor o titulo de — Brazileiras; — chamou-as depois — Folhas seccas da mocidade de um sonhador; — não se tendo realisado a publicação projectada com o titulo — As trez lyras — de que damos noticia no discurso biographico, chamou então a essa collecção — Lyra dos vinte annos de um trovador sem nome — dando porém simplesmente a denominação de — Lyra dos vinte annos — á 2ª parte que colleccionou depois : pelo que conservámos esta denominação.

Notas[editar]

  1. Tradução de Sag’ mir wer einst die Uhren erfund, de Heinrich Heine